Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

STJD arquiva pedido de inquérito do Botafogo por conduta de árbitros no Brasileirão

José Perdiz, presidente do STJD, confirmou decisão do Tribunal nesta quinta-feira (7)

stjd.JPG

Decisão foi assinada pelo presidente do STJD

STJD/Divulgação

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) determinou, nesta quinta-feira (7), o arquivamento do pedido de inquérito por parte do Botafogo. A equipe carioca pediu investigação por ‘condutas comissivas e omissivas’ da arbitragem em jogos do Campeonato Brasileiro de 2023.

O despacho foi assinado pelo presidente do STJD, José Perdiz. No pedido, Perdiz classifica as razões apresentadas como “subjetivas e sem consistências”.

“Não vejo mínimas possibilidades jurídicas para abertura de Inquérito, vez que as razões apresentadas são subjetivas e sem consistência, porque são interpretações unilaterais que não guardam pertinência com a realidade desportiva. Diante do exposto, determino o arquivamento sumário do presente pedido nos termos do artigo 83 do CBJD, por ausência de elementos indispensáveis ao procedimento”, diz parte da decisão publicada pelo STJD.

O ofício enviado pelo Botafogo pedia providências em relação à conduta dos árbitros no Brasileirão. As alegações foram baseadas num relatório produzido pela empresa “The Good Game”, contratada por John Textor, sócio majoritário da SAF do clube carioca. O documento aponta que o Botafogo foi prejudicado por decisões dos juízes ao longo do torneio nacional.

O Botafogo terminou o Campeonato Brasileiro na quinta colocação com 64 pontos. A equipe liderou 31 rodadas da competição, mas foi mal no segundo turno e chegou na última rodada sem chances de conquistar o título.

Leonardo Parrela é repórter multimídia na área de esportes na Itatiaia. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, colaborou com Globo Esporte, UOL Esporte e Hoje Em Dia, onde cobriu Copa do Mundo, Olimpíada e grandes eventos.
Leia mais