Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Caso Daniel Alves: acusação pede 12 anos de prisão ao ex-atleta

Pedido foi enviado pelos advogados da vítima à Promotoria Espanhola nesta terça-feira (5)

Daniel Alves

Daniel Alves está preso na Espanha

Reprodução/ Instagram @danialves

A equipe jurídica da mulher que acusa Daniel Alves, ex-lateral-direito da Seleção Brasileira, pediu uma pena de 12 anos de prisão ao ex-jogador. O pedido foi enviado à Promotoria Espanhola nesta terça-feira (5).

A informação é do UOL. Agora, a defesa de Daniel Alves tem cinco dias úteis para apresentar um último documento à Justiça de Barcelona. Doze anos é a pena máxima para estupro na Espanha.

O julgamento deve acontecer em fevereiro de 2024, e Alves pode ter a pena reduzida à metade, já que pagou uma indenização de 150 mil euros (R$804 mil, na cotação atual) à vítima.

Relembre o caso Daniel Alves

Preso desde o dia 20 de janeiro, em Barcelona, acusado de crime sexual, Daniel Alves está próximo de seu julgamento. Ele foi detido ao prestar depoimento sobre o caso de agressão sexual contra uma mulher na madrugada do dia 30 de dezembro de 2022.

O Ministério Público pediu a prisão preventiva do atleta, sem direito à fiança. A titular do Juizado de Instrução 15 de Barcelona acatou o pedido, ordenando a detenção.

Daniel Alves é acusado de abusar sexualmente de uma mulher na casa noturna Sutton, em Barcelona, na Espanha. O atleta, que defendeu a Seleção Brasileira na Copa do Mundo do Catar, teria trancado, agredido e estuprado a denunciante em um banheiro da área VIP da boate, segundo o jornal El Periódico. Ela procurou as amigas e os seguranças da balada depois do ocorrido.

A equipe de segurança da casa noturna acionou a polícia catalã (Mossos d’Esquadra), que colheu depoimento da vítima. Uma câmera usada na farda de um policial gravou acidentalmente a primeira versão da vítima sobre o caso, corroborando o que foi dito por ela no depoimento oficial.

A mulher também passou por exame médico em um hospital. Daniel Alves foi embora do local antes da chegada dos policiais.

Jornalista formada pela PUC Minas. Mineira, apaixonada por esportes, música e entretenimento. Antes da Itatiaia, passou pelo portal R7, da Record.
Leia mais