Ouvindo...

Times

Operação Penalidade Máxima: Alef Manga sinaliza cooperação na investigação

Alef Manga está emprestado ao Pafos FC, clube do Chipre

A defesa do atacante Alef Manga, emprestado do Coritiba ao Pafos FC (Chipre), enviou um documento à Justiça de Goiás sinalizando vontade em cooperar com as investigações. Atualmente, Manga é réu na investigação comandada pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) sobre manipulações de apostas esportivas.

“Informa o Réu que tem interesse no Acordo de não Persecução Penal, onde o requerimento se dará após a citação válida do Réu”, diz parte do documento.

Ainda no ofício enviado, a defesa esclarece que as comunicações com Manga precisam ser feitas via WhatsApp. O atacante reside em Bruxelas, capital da Bélgica, em função do contrato com o Pafos.

Manga só pode deixar de ser réu na investigação após ser citado formalmente. Como o movimento ainda não ocorreu, a defesa sinalizou a intenção do atleta em auxiliar nas investigações.

O jogador admitiu a participação no esquema em depoimento ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) no último dia 9. Ele se colocou à disposição para devolver o dinheiro recebido. O STJD puniu nove jogadores no julgamento envolvendo Alef Manga.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) solicitou à Fifa que os jogadores punidos pelo envolvimento em esquemas de apostas no Brasil não possam atuar também por clubes de outros países. Os processos burocráticos seguem em curso e ainda não houve decisão final por parte da Fifa.

Veja jogadores punidos

  1. Nino Paraíba (Paysandu) - punido por 480 dias e multa de R$ 40 mil

  2. Igor Cariús (Sport) - punido por 540 dias e multa de R$ 50 mil

  3. Bryan Garcia (Independiente del Valle-EQU) - punido por 360 dias e multa de R$ 30 mil

  4. Diego Porfírio (Desportiva Aliança-AL) - punido por 360 dias e total em multa de R$ 70 mil

  5. Alef Manga (Pafos-CHI) - punido por 360 dias e multa R$ 30 mil

  6. Vitor Mendes (Fluminense) - punido por 430 dias e multa de R$ 40 mil

  7. Sávio (Rio Ave-POR) - punido por 360 dias e multa de R$ 30 mil

  8. Dadá Belmonte (América) - punido por 720 dias e R$ 70 mil

  9. Thonny Anderson (ABC-RN) - não sofreu punição, mas levou multa de R$ 40 mil

  10. Paulo Miranda (sem clube) - punido por 720 dias / multa de R$ 70 mil;

  11. Moraes (Aparecidense-GO) - punido por 720 dias / multa de R$ 55 mil mantida;

  12. Gabriel Tota (sem clube) - eliminação e multas mantidas;

  13. Matheus Gomes (sem clube) - eliminado do futebol e multa de R$ 10 mil;

  14. Fernando Neto (São Bernardo-SP) - punido por 360 dias e multa de R$ 15 mil;

  15. Kevin Lomónaco (Tigre-ARG) - punido por 360 dias e multa de R$ 25 mil;

  16. Eduardo Bauermann (Alanyaspor-TUR) - punido por 360 dias e multa de R$ 35 mil.

Leonardo Parrela é repórter multimídia na área de esportes na Itatiaia. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, colaborou com Globo Esporte, UOL Esporte e Hoje Em Dia, onde cobriu Copa do Mundo, Olimpíada e grandes eventos.
Leia mais