Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Vagner Love decide, Sport vence o Vila Nova e retorna ao G4 da Série B

Atacante aumentou a vantagem na artilharia da competição neste domingo (18) e levou o Leão de volta ao grupo de acesso à Série A

Seis jogos, seis vitórias na Ilha do Retiro e o retorno do Sport ao G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite deste domingo (18), em jogo atrasado da segunda rodada da competição, Leão manteve os 100% de aproveitamento sob seus domínios e superou o Vila Nova, adversário direto na briga pelo acesso. Num jogo marcado pelo equilíbrio, o gol solitário da vitória rubro-negra foi anotado pelo atacante Vagner Love.

Como fica a classificação

Com a vitória, o Sport agora soma 24 pontos e é o terceiro colocado da competição, com a mesma pontuação do Vila, mas à frente pelo número de gols marcados (19 x 15). O Vila, entretanto, segue no G4, em quarto lugar. Esta foi apenas a segunda derrota da equipe goiana na competição e o quarto gol sofrido pelo Tigre, que tem a melhor defesa do Brasileiro (agora ao lado do líder Novorizontino).

O Leão, vale lembrar, tem ainda um jogo a menos que os demais adversários, em razão do jogo adiado da primeira rodada contra o CRB. A partida já tem data marcada e acontecerá no dia 5 de julho, às 19h (de Brasília), no estádio Rei Pelé, em Maceió.

Artilheiro isolado da Série B

Após duas partidas sem balançar as redes, Vagner Love voltou a reencontrar o caminho do gol e aumentou a sua artilharia na Série B. O atacante de 39 anos, que marcou nesta noite o 20º gol na temporada, agora soma oito no Brasileiro.

Reencontro com a torcida na Ilha

O jogo desta noite marcou o reencontro da torcida do Sport sem restrições com a equipe. Antes, nos cinco primeiros jogos da competição, o clube esteve punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), em razão da invasão de alguns rubro-negros no jogo contra o Vasco, no Brasileiro do ano passado. Os últimos três jogos teve a presença restrita apenas a mulheres, crianças e pessoas com deficiências, numa penalidade educativa que se mostrou um sucesso. O público registrado foi de 15.004 pessoas.

Próximos compromissos

O Sport volta a jogar novamente na próxima quinta-feira (22), às 21h30 (de Brasília), quando receberá o Juventude, novamente na Ilha do Retiro. O Vila Nova, por sua vez, jogará no sábado (24), às 11h (de Brasília), mais uma vez como visitante, diante do Botafogo-SP. Ambos os jogos são válidos pela 13ª rodada da Série B.

Relato do jogo

O Vila Nova começou surpreendendo o Sport. O início que costuma ser rubro-negro na Ilha do Retiro, com pressão da equipe da casa, acabou sendo do Tigre. Em seis minutos foram três chances claríssimas de gols que nasceram a partir de falhas individuais do Leão.

No minuto inicial, Fábio Matheus errou na saída de jogo e a jogada terminou com cabeçada de Sousa para grande defesa de Renan. Aos 5, Sabino perdeu na corrida pra Lourenço, que cruzou para finalização de Neto Pessoa, que com Renan batido no lance, viu Rafael Thyere salvar sobre a linha. No lance seguinte, Marcondes cabeceou para fora praticamente deibaixo da barra.

Pouco a pouco, o Sport foi entrando no jogo e a partida ganhou em equilíbrio. O primeiro lance de perigo rubro-negro foi fatal. Aos 24, Fabrício Daniel recebeu na área e chutou cruzado. No caminho, Love mandou de primeira para abrir o placar.

A equipe goiana, entretanto, não perdeu o ritmo. O jogo seguiu pegando, mas com o Vila saindo em alta velocidade nos contra-ataques, especialmente com Guilherme Parede pela esquerda. Aos 35, Jorginho quase amplia para o Leão. Aos 44, mais um quase para o Tigre, agora com o próprio Parede acertando a trave de fora da área.

Após o intervalo, o jogo manteve um cenário de muito equilíbrio, com as duas bastante dispostas ofensivamente. A primeira chance foi do Sport, aos 10 minutos, com Fabrício Daniel chutando na rede pelo lado de fora. O Vila respondeu com Neto Pessoa, aos 27, em boa defesa de Renan. A partida, pegada, com a parte física das equipes se sobressaindo, manteve o jogo aberto.

Sentindo as tentativas áreas do Vila, aos 31 minutos, o técnico Enderson Moreira mudou o esquema do Sport, com a entrada do zagueiro Alisson Cassiano na vaga do meia Jorginho. O Leão passou a defender no esquema 5-4-1.

A mudança deu maior solidez defensiva ao Leão, que chegou a ampliar aos 44 num lance em que Felipinho chutou mal, mas a bola desviou na defesa e entrou. A arbitragem assinalou impedimento de Gabriel na jogada. Até o final, o Sport soube segurar o ímpeto goiano e comemorou mais uma vitória em casa na competição.

Sport 1 x 0 Vila Nova

Sport

Renan; Eduardo (Ewerthon), Rafael Thiery, Sabino e Igor Cariús (Felipinho); Ronaldo, Fábio Matheus e Jorginho (Alisson Cassiano); Luciano Juba, Fabrício Daniel (Edinho) e Vagner Love (Gabriel Santos). Técnico: Enderson Moreira.

Vila Nova

Dênis Júnior; Léo Duarte, Marcondes, Rafael Donato e Rodrigo Gelado; Ralf, Lourenço (Cristiano) e Sousa (Caio Dantas); Ronald (Éverton Brito), Guilherme Parede (Matheus Souza) e Neto Pessoa. Técnico: Claudinei Oliveira.

Gol

Vagner Love (24min1ºT), para o Sport.

Cartões amarelos

Gabriel Santos, para o Sport; Sousa, Léo Duarte, para o Vila Nova.

Público: 15.004.
Renda: R$ 235.810,00.
Motivo: 2ª rodada da Série B (jogo atrasado).
Data e horário: 18 de junho de 2023 (domingo), às 18h (de Brasília).
Local: Ilha do Retiro, no Recife.
Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli da Silva (FIFA-MG).
Auxiliares: Celso Luiz da Silva e Felipe Alan Costa de Oliveira (ambos de MG).
Árbitro de vídeo: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (VAR-FIFA-MG).

Jornalista, natural do Recife, é atualmente correspondente do portal Itatiaia Esporte na região Nordeste. Com mais de uma década de experiência no jornalismo esportivo, tem passagens pela Folha de Pernambuco, Diario de Pernambuco, Superesportes e NE45. Em Portugal, trabalhou por O Jogo e Sport Magazine.
Leia mais