Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Diniz se prepara para eventual saída de destaques do Fluminense em 2024

Treinador acredita que atletas que ganharam a Copa Libertadores devem receber ofertas para deixar o clube

André é o jogador mais cobiçado do Fluminense

André é o jogador mais cobiçado do Fluminense

Marcelo Gonçalves/FFC

A base do Fluminense que conquistou a Copa Libertadores deve ser mantida para 2024, e todos estarão no Mundial de Clubes da Fifa. Contudo, os destaques, em especial os mais jovens, devem deixar o Tricolor no próximo ano. Pelo menos é o que acredita o técnico Fernando Diniz.

O principal candidato a deixar o Fluminense é o volante André. Ainda sem ofertas oficiais, e titular nos últimos dois jogos da Seleção Brasileira, o jovem revelado na base tricolor deve ser procurado ao final do Mundial, em dezembro, por equipes do futebol europeu. No meio do ano, o camisa 7 recebeu boas ofertas.

Além dele, com um valor de mercado um pouco mais baixo, Martinelli é outro que está em evidência na equipe do Fluminense e pode também ser procurado em janeiro. Nino está negociando sua ida para o futebol inglês e tem acerto encaminhado com o Nottingham Forest-ING. Detalhes separam o acordo.

“Gostei muito da participação do André e do Martinelli. A saída do André é iminente. São dois jogadores formados no Fluminense. Tanto um como outro já viveram momentos muito bons. São dois jogadores que eu gosto muito”, comentou Diniz após a vitória sobre o São Paulo.

Ciente de como funciona o mercado do futebol, o técnico sabe que o Tricolor, mesmo com premiação recorde em 2023, não terá condições de competir com os clubes do Velho Continente e o forte assédio aos seus destaques.

“Se a Europa quiser tirar alguém daqui, ela tira. Poucos clubes conseguem segurar um jogador. Obviamente, se você leva os melhores sempre, tirar os melhores, daqui do Brasil e do mundo inteiro, há um desnível. Mas o futebol brasileiro melhora quando os times conseguem se organizar cada vez mais. Os campeonatos estão mais organizados. Se comparar, na América do Sul, o Brasil é pelo quinto ano consecutivo campeão da Libertadores. Os caras pegam jogadores do mundo inteiro. Esse desnível é natural de acontecer. Mas vejo evolução”, afirmou.

Por enquanto, o Fluminense está focado na disputa na Arábia Saudita. O Flu já está observando o mercado e busca peças de reposição. O zagueiro Antônio Carlos, por exemplo, do Orlando City-EUA, tem acerto com o clube e aguarda liberação da equipe norte-americana.

Jornalista esportivo desde 2006 e com passagens por Lance!, Extra e assessorias de marketing esportivo. É correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Tem pós-graduação em Jornalismo Esportivo e formação em Análise de Desempenho voltado para mercado.
Leia mais