Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Comissão de Arbitragem da CBF ignora lance com Wesley, do Cruzeiro, contra o Goiás

Programa ‘Papo de Arbitragem’ não incluiu nenhum lance do duelo na Serrinha, em Goiânia, pelo Campeonato Brasileiro

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou, na tarde desta terça-feira (28), o programa “Papo de Arbitragem”, em que o presidente da Comissão de Arbitragem, Wilson Seneme, analisou os lances polêmicos da 35ª rodada da Série A. Contudo, não houve nenhuma análise em relação ao suposto pênalti cometido por Luís Oyama, do Goiás, em Wesley, do Cruzeiro.

Aos 48 minutos do primeiro tempo, quando a partida estava 0 a 0, o atacante do Cruzeiro foi puxado pelo volante do Goiás dentro da área, mas o árbitro Ramon Abatti Abel (Fifa-SC) deixou o jogo seguir.

Na cabine do VAR, Daiana Caroline Muniz dos Santos (Fifa-SP) também não acionou Ramon para a revisão do lance, o que revoltou a torcida do Cruzeiro nas redes sociais. Após o fim da etapa inicial, inclusive, dirigentes do clube celeste demonstraram insatisfação com a arbitragem na Serrinha, em Goiânia.

Nesta terça (28), as análises de Wilson Seneme no “Papo de Arbitragem” só foram feitas com relação a três jogos: Corinthians x Bahia, Atlético x Grêmio e Fortaleza x Palmeiras.

Vitória do Cruzeiro na tabela

Com o gol marcado pelo atacante Robert, aos 50 minutos do segundo tempo, o Cruzeiro chegou aos 44 pontos na tabela, deixou a zona de rebaixamento e assumiu a 13ª posição.

Leonardo Garcia Gimenez é repórter multimídia na Itatiaia. Natural de Arcos-MG e criado em Iguatama-MG. Passou também pela Record Minas.
Leia mais