Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Polícia investiga morte de idosa que quebrou as pernas ao cair em ônibus em Minas

A vítima foi deixada sozinha na rodoviária de Coronel Fabriciano até a chegada do companheiro, que acionou o Samu; circuito filmou saída de ônibus

A mulher caiu devido as luzes estarem apagadas

A mulher caiu devido as luzes estarem apagadas

Imagens cedidas à Itatiaia

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) investiga as causas morte de uma idosa, de 66 anos, que quebrou as pernas após cair dentro de um ônibus da Empresa Gontijo de Transportes. O caso aconteceu na última sexta-feira (24) em Coronel Fabriciano, no Vale do Aço.

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima embarcou em Belo Horizonte na quinta (23) e chegou ao destino na madrugada de sexta. O motorista não teria acendido a luz interna para os passageiros, e a idosa caiu dentro do veículo enquanto tentava desembarcar.

Com a queda, ela quebrou as duas pernas e se arrastou pelo veículo até receber apoio de outros dois passageiros, que a auxiliaram até um banco próximo. Ainda conforme o documento, o condutor não acionou o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e teria seguido viagem sem prestar a devida assistência.

Um vídeo a que a reportagem teve acesso mostra o momento em que a idosa é retirada do ônibus.

A mulher foi deixada na rodoviária até a chegada de seu companheiro, que a encontrou e acionou o Samu.

Até o momento de fechamento desta matéria, não há informações sobre a causa da morte.

Posicionamento da Gontijo

“A Empresa Gontijo de Transportes S/A reafirma que continua aguardando notificação da Justiça para apresentar à Justiça suas razões e provas obtidas sobre processo aberto pela senhora Elzi Paz da Silva Oliveira contra a empresa. A Gontijo afirma que age assim por respeito à própria Justiça, único fôro em que podem ser apresentados fatos, comentários e provas sobre assuntos em tramitação no âmbito judicial.”

Posicionamento da Polícia Civil

“A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) instaurou um Inquérito Policial para investigar a causa e as circunstâncias da morte da idosa, de 66 anos, ocorrida na última sexta-feira (24/11), após ela cair do ônibus de uma empresa de transporte de passageiros, no terminal rodoviário de Coronel Fabriciano.

Informações preliminares indicam que, em decorrência da queda, a idosa foi hospitalizada e veio a óbito. O Inquérito Policial foi instaurado, inicialmente, para apurar crime previsto no artigo 97 da lei 10.741 de 2003 (estatuto do idoso).”

Posicionamento da Seinfra

“A Secretaria de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra) esclarece que todos os veículos que estão em operação nas linhas intermunicipais regulares necessitam possuir seguro, que inclui cobertura a danos causados a passageiros – APP.

Desta forma, ao exigir o referido seguro dos veículos cadastrados, o Governo do Estado busca reparar eventuais danos causados aos passageiros. Dentre as obrigações de uma empresa delegatária de linha intermunicipal, em caso de ocorrência de acidente com vítima, está a obrigação de prestar imediata e adequada assistência ao usuário.

Ao tomar conhecimento dos fatos, na manhã desta segunda-feira (27/11), a Seinfra solicitou à empresa citada que preste esclarecimentos.”

Formado em Jornalismo pelo UniBH, em 2022, foi repórter de cidades na Itatiaia e atualmente é editor dos canais de YouTube da empresa.
Leia mais