Ouvindo...

Times

Conheça as adversárias do Brasil nas quartas de final da Liga das Nações de Vôlei

O Brasil disputará as quartas de final da Liga das Nações nesta quinta-feira (13), às 12h30 (de Brasília)

A China será a adversária do Brasil nas quartas de final da Liga das Nações de Vôlei Feminino. Na fase classificatória, o time asiático ficou na quinta posição da tabela, atrás do Brasil, que foi o quarto colocado. O confronto será decidido em jogo único, na quinta-feira (13), às 12h30 (de Brasília), em Arlington, nos Estados Unidos.

As duas seleções tiveram campanhas de oito vitórias e quatro derrotas em 12 jogos. O critério de desempate de pontos também foi igual: 24 para cada equipe. A diferença foi nas partidas vencidas por 3 a 0. Enquanto o Brasil venceu quatro partidas em sets diretos, a China venceu três.

Resultados das equipes durante a fase classificatória:

Brasil:
  • Vitórias: Holanda (3x0), República Dominicana (3x1), Croácia (3x0), Coréia do Sul (3x0), Sérvia (3x2), Alemanha (3x1), Itália (3x2)

  • Derrotas: China (3x2), Estados Unidos (3x0), Canadá (3x2), Turquia (3x0)

China:
  • Vitórias: Brasil (3x2), Alemanha (3x0), Holanda (3x1), Japão (3x0), Canadá (3x0), Bulgária (3x1), Coréia do Sul (3x1), Estados Unidos (3x2)

  • Derrotas: Polônia (3x0), Itália (3x2), Sérvia (3x1), República Dominicana (3x2)

Retrospecto

As duas equipes se enfrentaram na abertura da fase classificatória. Em jogo válido pela primeira rodada da semana 1 da Liga das Nações, as chinesas venceram por 3 a 2, com parciais de 25/23, 22/25, 25/20, 20/25 e 15/12.

O Brasil se deu melhor nos ataques e bloqueios, mas ficou para trás nas estatísticas de saque. A Seleção Brasileira também errou mais do que as adversárias.

No sistema defensivo, as comandadas de José Roberto Guimarães tiveram melhor aproveitamento nas recepções, enquanto as chinesas tiveram mais sucesso nas defesas.

Li Yingying foi a maior pontuadora do confronto, com 26 pontos. No lado do Brasil, a oposta Kisy anotou 21. Gong Xiangyu fez 18 pontos, seguida por Ana Cristina com 17. Julia Bergmann e Diana também tiveram atuações expressivas, com 16 pontos cada.

Formação das equipes

Na partida contra a China pela fase inicial, José Roberto Guimarães começou com Diana, Carol, Macris, Ana Cristina, Kisy e Júlia Bergmann como titulares. Maiara Basso, Lorrayna, Tainara e Naiane entraram durante o jogo.

Para a fase final, o Brasil não conta com Ana Cristina. A ponteira sofreu uma lesão no menisco do joelho direito durante os treinamentos para a segunda semana e passou por cirurgia que exige de dois a três meses de recuperação.

Em comparação ao grupo que integrou o elenco da primeira semana, o Brasil se reforçou com a oposta Rosamaria, a levantadora Roberta, a líbero Nyeme, a central Thaísa e as ponteiras Gabi e Pri Daroit.

Yuan Xinyue, Diao Linyu, Gong Xiangyu, Li Yingying, Wang Yuanyuan, Wang Yunlu e Wang Mengjie fotam as titulares da China. Xu Jianan, Zheng Yixin e Du Qingqing entraram durante a partida.

O lado chinês não conta com uma de suas principais estrelas: Ting Zhu. A ponteira não participou de nenhuma fase da Liga das Nações e a tendência é que também não seja convocada para a etapa mata-mata.

Estatísticas

A ponteira Li Yingying é a segunda maior pontuadora da competição, com 240 pontos. Yuan Xinyue também está no top 20, na 16° posição, com 148 pontos. Carol e Thaísa são as primeiras brasileiras a aparecerem no ranking. As centrais ocupam a 43° e 46° colocações, respectivamente, com 99 e 96 pontos.

Nos bloqueios, Carol se destaca nas estatísticas. A central brasileira é a sétima melhor bloqueadora, com 32 pontos de bloqueio. Yuan Xinyue, central chinesa, aparece em seguida, na nona posição, com 30.

Li Yingying é a nona melhor sacadora, enquanto Diana e Carol aprecem na 37° e 38° posições.

Veja os confrontos das quartas de final:

  • Confronto 1: 12/07 (quarta-feira) - 18h (de Brasília) - Polônia x Alemanha

  • Confronto 2: 12/07 (quarta-feira) - 21h30 (de Brasília) - Estados Unidos x Japão

  • Confronto 3: 13/07 (quinta-feira) - 12h30 (de Brasília) - Brasil x China

  • Confronto 4: 13/07 (quinta-feira) - 16h (de Brasília) - Turquia x Itália

Graduada em Jornalismo pela PUC Minas e repórter do portal Itatiaia Esporte. Cobre outras modalidades, especialmente vôlei.
Leia mais