Ouvindo...

Times

Romário detona e atribui culpa a Edmundo por vice do Vasco no Mundial

Baixinho não poupou críticas ao ex-companheiro de ataque no time carioca

Romário, ex-atacante do Vasco, tem em mente um culpado pelo Vasco ter sido vice-campeão Mundial em 2000. Segundo o Baixinho, a razão do cruz-maltino ter sido superado na final foi Edmundo. O ‘Animal’ perdeu pênalti decisivo na decisão contra o Corinthians, no Maracanã.

“Essa pica aí é a culpa dele. Ele que tem que segurar essa pica aí nas costas. A gente foi lá e fez o nosso. Ele que era o queridinho, se fudeu. Foi lá, nervosinho... o cara quando tem que ser brabo e macho tem que ser na hora que precisa. Esse cuzão na hora que precisou dele ele jogou a porra da bola pra fora. Então o Vasco perdeu a porra do Mundial por causa dele. Ele é o culpado maior”, disse.

A entrevista foi para o documentário “A Mão de Eurico”, do serviço de streaming globoplay. Romário e Edmundo são desafetos públicos, mas foram companheiros no Vasco no primeiro semestre de 2000. O ‘Animal’ saiu brigado com o Baixinho pelo mau relacionamento.

Edmundo tem cinco passagens pelo Vasco com 243 jogos e 135 gols marcados. Pelo time carioca, foi campeão do Brasileiro (1997), Carioca (1992), além de duas Taças Rio (1992, 1999) e duas Taças Guanabara (1992 e 2000).

Romário tem 351 jogos com 265 gols pela equipe cruz-maltina em três períodos distintos. O Baixinho foi campeão da Mercosul (2000), Brasileiro (2000), Carioca (1987, 1988), duas taças Rio (1988 e 2001) e três taças Guanabara (1986, 19887 e 2000)

O Mundial de 2000

O Mundial de Clubes de 2000 foi o primeiro torneio organizado pela Fifa para definir o ‘melhor clube do mundo.’

O torneio contou com campeões continentais entre os anos de 1998 e 1999. O Corinthians foi convidado como atual campeão brasileiro.

Na fase de grupos, o Vasco liderou o grupo com Necaxa-MEX, Manchester United-ING e South Melbourne-AUS. O Corinthians foi o primeiro num grupo com Real Madrid-ESP, Al-Nassr-ARA e Raja Casablanca-MAR.

A final foi entre os dois líderes de cada grupo. O jogo terminou empatado em 0 a 0 e, após prorrogação, foi para decisão de pênaltis.

O Corinthians venceu por 4 a 3. Edmundo bateu o último pênalti para fora, mas não foi o único vascaíno a perder a cobrança. Gilberto, lateral ex-Cruzeiro, também desperdiçou a cobrança. No lado paulista, Marcelinho Carioca errou o chute.

Leonardo Parrela é repórter multimídia na área de esportes na Itatiaia. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, colaborou com Globo Esporte, UOL Esporte e Hoje Em Dia, onde cobriu Copa do Mundo, Olimpíada e grandes eventos.
Leia mais