Ouvindo...

Times

São Paulo assina com Erick, mas Ceará não topa liberar o atacante agora

Pré-contrato vale a partir de janeiro de 2024; clube cearense quer manter jogador em 2023 para que ajude na tentativa do acesso à Série A

O São Paulo assinou um pré-contrato com o atacante Erick, do Ceará, e o acordo vale a partir de janeiro de 2024. A informação foi revelada pelo UOL, e confirmada pela Itatiaia.

O clube paulista tentou negociar com o a diretoria cearense para que o atacante fosse liberado já nesta janela de transferências que encerra em 2 de agosto, por meio de uma compensação financeira, mas não houve acerto.

O Ceará considera Erick figura-chave na campanha no Campeonato Brasileiro da Série B e a avaliação é que o acesso é mais importante, inclusive financeiramente, do que ceder seu melhor jogador por um pagamento imediato. A única chance de Erick sair agora é se o São Paulo pagar a multa rescisória integral, de R$ 30 milhões, o que não ocorrerá.

Erick tem contrato com o Ceará até dezembro de 2023, por isso pôde assinar com o São Paulo para o ano que vem - a legislação permite que um documento para mudança de clube seja elaborado seis meses antes do fim do acordo atual.

A diretoria do Vozão fez uma oferta de renovação por mais três temporadas, mas Erick não aceitou. O jogador, entretanto, se comprometeu a permanecer até 2023 para ajudar na tentativa do acesso.

O Ceará terminou o primeiro turno da Série B na 10ª colocação, com 28 pontos, a sete do G4, o grupo de quatro times que subirá à elite ao fim da competição.

Suspenso na derrota por 1 a 0 para o Juventude, no domingo (23), Erick deve retornar ao time de Guto Ferreira na sexta-feira (28), na Arena Castelão, em Fortaleza, em confronto contra o Ituano. O jogo terá início às 19h (de Brasília).

Erick tem 37 jogos em 2023, com 14 gols. Ele é o artilheiro do Ceará no ano.

Formado em jornalismo pela PUC-Campinas em 2000, trabalhou como repórter e editor no Diário Lance, como repórter no GE.com, Jornal da Tarde (Estadão), Portal IG, como repórter e colunista (Painel FC) na Folha de S. Paulo e manteve uma coluna no portal UOL. Cobriu in loco três Copas do Mundo, quatro Copas América, uma Olimpíada, Pan-Americano, Copa das Confederações, Mundial de Clubes, Eliminatórias e finais de diversos campeonatos.
Leia mais