Ouvindo...

Times

Procurador do STJD pedirá interdição da Vila Belmiro após confusão de torcida do Santos

Santistas atiraram rojões e sinalizadores no gramado após derrota para o Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro

O procurador geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Ronaldo Piacente, pedirá a interdição imediata da Vila Belmiro por causa das cenas de violência no estádio, nesta quarta-feira (21).

Após a derrota para o Corinthians, em jogo válido pela 11ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, santistas atiraram rojões e sinalizadores do gramado para reclamar da má fase do time.

Segundo apurou a Itatiaia, o duelo contra o Flamengo - marcado para domingo (25), às 18h30 (de Brasília), pela 12ª rodada - pode ser adiado ou realizado em outro estádio.

Jogadores do Santos foram retirados do campo por policiais

Por causa da confusão, às pressas, jogadores e membros da comissão técnica foram conduzidos até o vestiário por policiais militares. Contudo, anteriormente, ficaram por um longo período no centro do gramado para evitar que fossem atingidos com os artefatos explosivos.

Em virtude de medidas de segurança, o Santos cancelou a entrevista do técnico Odair Hellmann após a derrota para o Corinthians nesta quarta-feira (21), na Vila Belmiro.

Cenas de selvageria na Vila Belmiro

O duelo entre Santos e Corinthians, que acabou em vitória do Timão por 2 a 0, ficou marcado por um episódio lamentável aos 40 minutos do segundo tempo. Quando a partida já se desenhava para um triunfo tranquilo dos visitantes, a torcida santista passou a atirar rojões e sinalizadores no gramado.

A reação do goleiro Cássio, do Corinthians, que estava muito próximo das bombas, foi de revolta total. O camisa 12 dos visitantes se dirigiu diretamente ao delegado da partida para pedir o encerramento.

Cássio também pediu que os jogadores de seu time deixassem o campo, pedido acatado pelo árbitro Leandro Pedro Vuaden, que encerrou a partida.

Esta não foi a primeira vez que o goleiro do Corinthians quase foi alvo de agressão na Vila Belmiro. No ano passado, Cássio passou por situação ainda mais grave ao ser agredido por um torcedor santista após o final da partida.

Com a revolta da torcida do Santos, os jogadores do Peixe permaneceram concentrados na região central do campo por vários minutos. A equipe de segurança do estádio se prontificou a escoltar os jogadores ao vestiário quando o clima nas arquibancadas se acalmou.

Antes de a confusão ser controlada pela Polícia Militar, os torcedores do Santos ainda vandalizaram a Vila Belmiro. Pedaços de ferro dos guarda-corpos foram danificados e atirados no gramado.

Leonardo Garcia Gimenez é repórter multimídia na Itatiaia. Natural de Arcos-MG e criado em Iguatama-MG. Passou também pela Record Minas.
Jornalista formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Responsável por acompanhar o dia a dia de Corinthians e Santos pela Itatiaia Esporte. Passagem também como repórter do portal Meu Timão
Mineiro de Formiga, Wellington Campos está na Rádio Itatiaia desde agosto de 1990, atuando como correspondente no Rio de Janeiro, cobrindo o dia-a-dia da CBF, Seleção Brasileira e STJD, além dos clubes cariocas e os esportes olímpicos. Participou das coberturas das Copas do Mundo de 1994 (EUA), 1998 (França), 2002 (Coréia do Sul e Japão), 2006 (Alemanha), 2010 (África do Sul) e 2014 (Brasil).
Leia mais