Ouvindo...

Times

Entenda como Augusto Melo pretende compor a cúpula de futebol do Corinthians

Dirigente pretende contar com três profissionais para repartir as decisões do clube

Presidente eleito do Corinthians para o triênio 2024-2026, Augusto Melo pretende implementar algumas mudanças no departamento de futebol profissional. Na sequência abaixo, a Itatiaia destrincha como o dirigente buscará compor o comando do setor.

Obrigatoriamente, Augusto Melo precisa designar um conselheiro a um cargo de diretor de futebol, já previsto no estatuto. O nome favorito é o de Rubens Gomes, o “Rubão”, braço direito de Augusto nas articulações eleitorais durante o último ano.

Vale destacar que tal cargo estatutário terminará sem comando na gestão Duilio Monteiro Alves. Empossado em 2021, Roberto de Andrade pediu demissão após sofrer forte pressão por parte da torcida em protestos realizados em frente ao CT Dr. Joaquim Grava.

Para além do cargo estatutário, Augusto Melo pretende contratar um profissional remunerado para servir na função de gerente de futebol - posto hoje sob cuidados de Alessandro Nunes. O futuro presidente do Timão já afirmou que o nome contratado está empregado em outro clube e tem negociações para trabalhar no Corinthians em 2024.

Por fim, Augusto Melo terá o ex-zagueiro Chicão como responsável por intermediar as relações entre o elenco profissional e as categorias de base. Trata-se de uma função que não existiu durante a gestão Duilio Monteiro Alves, que estabelecia as relações entre os departamentos por meio de Alessandro Nunes e André Figueiredo, gerentes dos respectivos setores.

Jornalista formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Responsável por acompanhar o dia a dia de Corinthians e Santos pela Itatiaia Esporte. Passagem também como repórter do portal Meu Timão
Leia mais