Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Entenda o trabalho de Mano Menezes para “retomada” de Romero no Corinthians

Atacante voltou a ser titular da equipe e anotou quatro gols sob o comando do treinador

Sob o comando de Mano Menezes, o atacante Ángel Romero voltou a se consolidar como uma peça importante no elenco do Corinthians. O treinador, vale lembrar, foi o responsável pela primeira passagem do paraguaio pelo Timão, ainda em 2014.

Em meio a uma sequência importante do camisa 11 no Timão, Mano Menezes detalhou parte do trabalho feito para recuperar o jogador. Romero não havia conquistado o status de titular nesta temporada, mas vem de momento positivo, consolidando-se na primeira equipe e marcando gols - três nos últimos seis jogos.

Após o empate com o Atlético, em 1 a 1, na última quinta-feira (9), Mano Menezes atrelou a oscilação do jogador ao momento vivido na carreira. Para isso, relembrou a passagem de Romero pelo San Lorenzo, da Argentina, onde teve problemas de adaptação.

“Romero antes de voltar passou duas temporadas muito difíceis. Apesar dos números terem sido bons, ele estava jogando junto com o irmão gêmeo, mas houve um desgaste muito grande na relação, o clube passou por momento muito difícil. Ele esteve no México, as coisas não andaram bem, mas você vai perdendo as capacidades. Voltou ao Corinthians, naturalmente passou por momento de readaptação, como vinha de temporadas ruins. Ele faz o que precisa ser feito taticamente, sempre faz gols. Acho que a retomada é natural. Quero que todos rendam bem, vale para o Romero e para os outros”, disse o treinador, na ocasião.

Caracterizado como um grande coadjuvante em seus principais momentos no Corinthians, Romero não é visto de forma diferente por Mano Menezes. Após o paraguaio anotar o gol da vitória do Timão sobre o Grêmio, nesse domingo (12), o treinador se referiu ao camisa 11 como um “baita ajudante”.

“O futebol é duro, ele não reconhece ninguém nunca nos méritos. Pode fazer muita coisa por um clube, tem atuações abaixo e todo mundo esquece. Romero sempre foi esse jogador, exemplar taticamente, se doa para a equipe e sempre fez gols. Não é goleador de área, mas está com contribuição na temporada, ajuda muito. Para fazer 100 gols na temporada, precisa de muitos ajudantes. E o Romero é um baita ajudante. De novo, brilhante na recomposição, ajuda muito o lado. Para nós hoje era importante fazer isso a partir do momento que tivemos um homem a menos. Pelo número de cruzamentos do Grêmio, exemplifica como nossa marcação foi boa e obrigou eles a lançarem bola na área”

Jornalista formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Responsável por acompanhar o dia a dia de Corinthians e Santos pela Itatiaia Esporte. Passagem também como repórter do portal Meu Timão
Leia mais