Ouvindo...

Times

Cruzeiro vence Botafogo de virada e ‘faz as pazes’ com a torcida na estreia do Brasileiro

Lucas Silva, Rafa Silva e Rafael Elias fizeram os gols do Cruzeiro, com Tiquinho Soares e Danilo Barbosa descontando para o Botafogo

O Cruzeiro estreou no Campeonato Brasileiro com o pé direito. Neste domingo, o time celeste venceu o Botafogo por 3 a 2, de virada, no Mineirão, e fez ‘as pazes’ com a torcida. Os cruzeirenses estavam na bronca pelos tropeços recentes do time na temporada.

Na primeira rodada do Brasileirão, os gols celestes foram marcados por Lucas Silva, Rafa Silva e Rafael Elias, com Tiquinho Soares e Danilo Barbosa anotando os tentos do Botafogo.

Com o resultado, o Cruzeiro assume a vice-liderança do Brasileirão com três pontos, atrás do Athletico-PR, que goleou o Cuiabá por 4 a 0.

A próxima partida do Cruzeiro no Brasileiro será nesta quarta-feira (16), contra o Fortaleza, no Castelão. Já o Botafogo recebe o Atlético-GO, na quinta (17) contra o Atlético-GO, no Nilton Santos.

Goleiro muito aplaudido antes do jogo

Antes mesmo de a bola rolar, o goleiro Anderson teve o seu nome muito gritado no Mineirão. Bastante aplaudido, o camisa 98 recebeu o apoio do torcedor pela ausência de Rafael Cabral.

O então titular do time não foi relacionado para a partida contra o Botafogo, pois negocia sua saída do Cruzeiro.

Cabral começou a temporada de 2024 em baixa. Falhas cometidas pelo goleiro em partidas cruciais fizeram com que o prestígio do goleiro com a torcida diminuísse.

Vaias antes da partida começar

Se Anderson foi aplaudido quando a locutora informava a escalação do Cruzeiro, houve quem foi vaiado. Quando a imagem de Neris apareceu no telão, o zagueiro recebeu vaias. A torcida ensaiou vaias para outros jogadores também, como o atacante Arthur Gomes.

O jogo

O Cruzeiro fez um primeiro tempo de recuperação. O time até começou assustando o Botafogo, mas levou um golpe logo em seguida.

Aos 3 minutos de jogo, o zagueiro Neris apareceu na área e chutou cruzado, com muito perigo. O goleiro Gatito Fernández fez uma defesa importante. Na sequência do lance, o primeiro gol do jogo. Tiquinho Soares fez 1 a 0, após passe de Júnior Santos.

Depois que levou o gol, o Cruzeiro assimilou o golpe e cresceu na partida. Com mais domínio do jogo e das ações ofensivas, o time celeste empatou ainda no primeiro tempo.

Aos 19 minutos, Lucas Silva soltou um “tirambaço”, após rebote de disputa de bola do atacante Arthur Gomes.

Melhor no primeiro tempo, o Cruzeiro até chegou a virar o jogo, mas o árbitro de vídeo invalidou o lance, por toque de mão de Arthur Gomes.

No segundo tempo, o Botafogo começou como no primeiro, com um volume maior do que o Cruzeiro. Por sorte o time do Rio não desempatou a partida.

Logo aos dois minutos, Júnior Santos recebeu passe dentro da área. De letra, finalizou, mas Anderson fez a defesa.

Dois minutos depois, Lucas Romero errou e quase atrapalhou o Cruzeiro. Jeffinho pegou a bola, correu em direção ao gol e driblou o goleiro Anderson. Com o gol vazio, o jogador do Botafogo chutou para fora.

O Cruzeiro virou o jogo aos 19 minutos do segundo tempo. Matheus Pereira fez boa jogada dentro da área, a defesa cortou, mas a bola sobrou para Rafa Silva, que fez 2 a 1.

Apesar de ter virado, o time celeste levou o empate. Aos 37 minutos, Danilo Barbosa, de cabeça, fez 2 a 2.

Susto enorme

O meia-atacante Matheus Pereira viveu um filme aos 26 minutos do segundo tempo. O jogador do Cruzeiro sofreu falta forte de Alexander Barboza na entrada da área do time carioca.

O jogador do Botafogo foi expulso, Pereira ficou caído no chão e precisou sair de maca.

No ano passado, contra o Botafogo, aqui mesmo no Mineirão, na 17ª rodada do Brasileiro, Matheus Pereira se machucou e ficou meses sem atuar.

Jogador do Botafogo vai para o hospital

O volante Marlon Freitas precisou ser levado ao hospital após um choque de cabeça durante disputa de bola no Mineirão. O meio-campista do Botafogo deixou o campo aos 21 minutos, substituído por Tchê Tchê.

Segundo o departamento de comunicação do Botafogo, o jogador estava lúcido, mas foi preciso cumprir protocolo de concussão, conforme manda o regulamento do Campeonato Brasileiro.

“O atleta Marlon Freitas, por protocolo médico em casos de concussão, foi encaminhado ao hospital para exames. O mesmo encontra-se lúcido. O atleta será acompanhado de perto pelo Departamento Médico alvinegro”, diz a nota botafoguense.

Cronologia do jogo

Aos 4 minutos do primeiro tempo, o Botafogo abriu o placar. Júnior santos foi lançado na ponta-direita, ganhou da marcação, e tocou no meio da área do Cruzeiro. A defesa celeste não conseguiu cortar, e a bola sobrou para Tiquinho Soares, livre, que fez 1 a 0.

Aos 19 minutos do primeiro tempo, o volante Lucas Silva empatou a partida. Depois de Arthur gomes cabecear a bola em cima da marcação, dentro da área do Botafogo, o camisa 11 pegou o rebote e tocou para trás. Lucas Silva chutou forte, de primeira, e deixou tudo igual: 1 a 1.

Aos 28 minutos do primeiro tempo, o VAR anula gol no Mineirão. William cruzou na área, Arthur Gomes chegou e dividiu com a marcação. A bola rebateu no zagueiro do Botafogo, no cotovelo do camisa 11 celeste, e entrou no gol de Gatito Fernández. No campo o juiz deu gol, mas o árbitro de vídeo anulou o lance, que foi informado no telão do Mineirão.

Aos 19 minutos do segundo tempo, Matheus Pereira fez boa jogada dentro da área. A defesa do Botafogo cortou, mas a bola sobrou para Rafa Silva, que balançou as redes: 2 a 1.

Aos 26 minutos do segundo tempo, Alexander Barboza levou o cartão vermelho, por falta forte em cima de Matheus Pereira. A expulsão aconteceu após o VAR denunciar o lance, que no campo havia sido assinalado como falta e cartão amarelo.

Aos 37 minutos do segundo tempo, Danilo Barbosa empatou, após cobrança de escanteio: 2 a 2.

Aos 47 minutos do segundo tempo, Rafael Elias marcou após cruzamento de William: 3 a 2.

CRUZEIRO 3 X 2 BOTAFOGO

CRUZEIRO

Anderson; William, Zé Ivaldo, Neris e Marlon; Ramiro (Cifuentes), Lucas Romero, Lucas Silva (Mateus Vital) e Matheus Pereira (Gabriel Veron); Arthur Gomes (Barreal) e Rafa Silva (Rafael Elias). Técnico Fernando Seabra

BOTAFOGO

Gatito Fernández; Mateo Ponte, Lucas Halter, Bastos (Alexander Barboza) e Marçal (Hugo); Marlon Freitas (Tchê Tchê), Gregore (Danilo Barbosa), Luiz Henrique, Jeffinho (Savarino); Júnior Santos e Tiquinho Soares (Óscar Romero). Técnico: Arthur Jorge

  • Motivo: 1ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro
  • Data e horário: 14 de abril de 2024 (domingo), às 17h (de Brasília)
  • Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte
  • Árbitro: Matheus Delgado Candançan (SP)
  • Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)
  • Árbitro de vídeo (VAR): Rodrigo D’Alonso Ferreira
  • Gols: Tiquinho Soares (4' 1ºT), Lucas Silva (19' 1ºT), Rafa Silva (19' 2ºT), Danilo Barbosa (37' 2ºT), Rafael Elias (47' 2ºT)
  • Cartão amarelo: Zé Ivaldo, Rafa Silva (CRU), Gregore, Júnior Santos, Danilo Barbosa (BOT)
  • Cartão vermelho: Alexander Barboza (BOT)
  • Público: 20.701
  • Renda: 623.060,00

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Guilherme Piu é jornalista esportivo com experiência multiplataforma: digital, revista, rádio e TV. Tem dois livros publicados e foi premiado em festivais de cinema no Brasil e no exterior, dentre eles o Cinefoot. Cobriu grandes eventos, como Copa do Mundo, Olimpíada, Copa América e torneios de futebol. Passou por Hoje em Dia, Uol e Revista Placar.
Leia mais