Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Mercado de apostas esportivas precisa de novas regras, diz especialista

Emanuel Macedo de Medeiros é o convidado do CNN Esportes S/A deste domingo (17)

Um dos grandes especialistas sobre governança e boas práticas no futebol, o português Emanuel Macedo de Medeiros acredita que mudanças precisam ser feitas em relação ao mercado de apostas esportivas. O convidado do CNN Esportes deste domingo (17) citou até a preocupação com a adição dos próprios atletas.

O CEO da SIGA alega que os jogadores do mais alto nível também estão expostos ao problema.

“A situação é alarmante. O mesmo veio a dizer o ministro do esporte da Itália, Andrea Abodi, que há de fato uma crise de adição ao jogo, que afeta os jogadores do mais alto nível”, disse.

Emanuel é uma das principais autoridades mundiais no que se refere à integridade no esporte. Nesta semana, a entidade assinou um termo de cooperação com a CBF.

O português defende que o mercado deve existir, mas com algumas regulamentações para evitar esquemas ilegais.

“As apostas esportivas devem ser oferecidas e existir em um quadro de realidade. Nós não podemos citar situações nebulosas de empresas que estão domiciliadas em paraísos fiscais, em jurisdições completamente opacas, sem qualquer governança, sem integridade, sem qualquer transparência. Nós não podemos permitir que o futebol no Brasil ou em qualquer outro país seja permeável a infiltrações de organizações obscuras, organizações que não são lícitas“, disse Emanuel, especialista em integridade no esporte.

No fim de 2023, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva promulgou uma lei que passou a regular o mercado de apostas esportivas online no Brasil. A lei tributa empresas e apostadores, além de definir regras para a utilização do serviço.

Apostas esportivas no futebol

A urgência de discutir a regulamentação se deu após diversos casos de manipulação de resultados envolvendo jogadores de futebol explodirem. A Operação Penalidade Máxima, iniciada pelo Ministério Público de Goiás, investigava atletas e clubes após suspeitas de organizações criminosas que aliciavam jogadores para que interferissem em resultados de partidas.

Foram iniciadas investigações em jogos nas Séries A e B do Campeonato Brasileiro, causando o afastamento e banimento de diversos atletas.

“É preciso legislar que tipos de apostas podem ser oferecidas, porque algumas apostas pela sua natureza são atentatórias à dignidade e à integridade do esporte. Mas é preciso legislar pela reputação dos atletas, inclusive dos mais vulneráveis, os mais jovens, e isso não está sendo feito”, comentou o CEO da SIGA.

Sobre a SIGA

“Sports Integrity Global Alliance”, na tradução para o português, “Aliança Global de integridade no Esporte”, é uma organização mundial que promove a integridade esportiva. A SIGA fornece classificação e certificação independente para o esporte, para garantir que ele seja governado e opere de acordo com os padrões de integridade.

A instituição foi criada em 2015, numa parceria internacional público privada, composta por organizações esportivas, governos, ONGS anti-corrupção, organizações intergovernamentais e parceiros comerciais.

CNN Esportes S/A

Com a presença de Emanuel Macedo de Medeiros, o CNN Esportes S/A chega à 39ª edição. Apresentado por João Vítor Xavier, o programa aborda os bastidores de um mercado que movimenta bilhões e é um dos mais lucrativos do mundo: o futebol. Em pauta, os assuntos mais quentes da indústria do mundo da bola, na perspectiva de economia e negócios.

Leia também

Participe dos canais da Itatiaia Esporte:

Murillo Grant é repórter da CNN Brasil
Leia mais