Ouvindo...

Times

Ex-Cruzeiro, Pezzolano ‘balança’ no cargo do Real Valladolid, diz jornal

Técnico uruguaio terá que vencer os dois próximos jogos para seguir no comando do time, segundo imprensa local

No comando do Real Valladolid desde abril, o técnico Paulo Pezzolano balança no cargo da equipe. O time de Ronaldo está na zona de rebaixamento da Segunda Divisão Espanhola, na 20ª posição, com apenas três pontos em quatro rodadas.

Após ter caído na LaLiga na última temporada, o Valladolid, assim como o Cruzeiro, vive um momento de intensa pressão. Setorista do clube no jornal Marca, Chus Rodríguez afirmou à Itatiaia que os dois próximos jogos serão decisivos para a continuidade de Pezzolano no clube.

Nas próximas rodadas, os Pucela vão receber o Elche no domingo (10), às 16h (de Brasília). Depois, também dentro de casa, vai encarar o Cartagena no sábado (16), às 13h30 (de Brasília).

Imprensa local critica Pezzolano

No último sábado (2), depois do Valladolid ter perdido para o Albacete, o Diario de Valladolid subiu o tom de cobrança em relação ao time. Em seu site, o veículo disse que o time é “um morto vivo” e “um zumbi que se arrasta pelo gramado”.

Em silêncio no Cruzeiro, Ronaldo comentou sobre crise no Valladolid

Na última sexta-feira (1º), Ronaldo, que segue em silêncio sobre a crise no Cruzeiro, comentou sobre a má fase do time espanhol. Segundo ele, a diretoria vai lutar para que a torcida do Valladolid volte a ter esperanças.

“As coisas não estão acontecendo como gostaríamos ou como todo o apoio que recebemos de vocês neste início de temporada é merecido. Faltam 38 rodadas para reverter a situação. 38 rodadas de ajustes, 38 rodadas de trabalho, 38 rodadas para ter esperanças novamente. 38 rodadas para obtê-lo novamente. Prometemos lutar contra isso. E prometo que faremos isso juntos novamente”, escreveu no Twitter.

Cruzeiro vive 2º maior intervalo sem técnico em 10 anos

Seis dias após a demissão de Pepa, o Cruzeiro vive o segundo maior período sem um treinador em mais de 10 anos. Nesse domingo (3), a equipe foi comandada pelo interino Fernando Seabra, da categoria sub-20.

A ocasião em que o clube ficou sem um técnico por mais tempo foi entre 24 de abril e 11 de maio de 2016, com as trocas de Deivid por Paulo Bento.

Na última terça-feira (29), o Cruzeiro demitiu Pepa por causa do jejum de vitórias na Série A do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o time celeste não vencia há sete partidas. Com o empate sem gols contra o RB Bragantino, o índice agora é de oito jogos.

Leonardo Garcia Gimenez é repórter multimídia na Itatiaia. Natural de Arcos-MG e criado em Iguatama-MG. Passou também pela Record Minas.
Leia mais