Ouvindo...

Times

Pagou fiança? Pai de Neymar se manifesta sobre ajuda a Daniel Alves

Justiça da Espanha permitiu liberdade provisória a Daniel Alves após pagamento de fiança

Pai do atacante Neymar, jogador do Al-Hilal-SAU e da Seleção Brasileira, Neymar da Silva se manifestou após rumores sobre um pagamento de fiança que livraria Daniel Alves, ex-jogador da Seleção e condenado por estupro, da prisão em Barcelona, na Espanha. O empresário de Neymar Júnior negou qualquer participação no caso “neste segundo momento”.

“Neste segundo momento, em uma situação diferente da anterior, em que a justiça espanhola já decidiu pela condenação, estão especulando e tentando associar o meu nome e do meu filho a um assunto que hoje não nos compete mais”, escreveu “Neymar Pai” nesta quinta-feira (21), nas redes sociais.

O rumor partiu após notícia do jornal espanhol La Vanguardia. Nessa quarta-feira (20), a Justiça da Espanha permitiu liberdade provisória a Daniel Alves com pagamento de fiança no valor de 1 milhão de euros (na cotação atual, R$ 5,45 milhões).

Até então, não houve pagamento deste valor, segundo informações do La Vangardia. Na terça-feira (19), Daniel Alves solicitou a liberdade provisória enquanto aguarda a sentença definitiva.

Na ocasião, o brasileiro disse que não fugiria da Espanha, durante uma audiência em Barcelona, onde está preso desde janeiro de 2023. Em 22 de fevereiro deste ano, há menos de um mês, ele foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão por estuprar uma mulher de 23 anos em uma boate na cidade catalã, em dezembro de 2022.

Ajuda de Neymar em outro momento

Antes, no começo do processo, a família Neymar pagou uma multa de 150 mil euros (cerca de R$ 800 mil) como atenuante de pena. Na publicação, o pai do atacante confirmou uma ajuda a Dani Alves.

A manifestação de Neymar Pai

“Como é do conhecimento de todos, em um primeiro momento, ajudei Dani Alves, sem nenhum vínculo com qualquer processo.

Neste segundo momento, em uma situação diferente da anterior, em que a justiça espanhola já decidiu pela condenação, estão especulando e tentando associar o meu nome e do meu filho a um assunto que hoje não nos compete mais.

Espero que o Daniel encontre junto à sua própria família todas as respostas que ele procura. Para nós, para minha família, o assunto terminou.

Agora ponto final!”

Daniel Alves condenado

Além da sentença de quatro anos e meio de prisão, a decisão previa que Daniel Alves teria liberdade supervisionada por cinco anos, após cumprir o período como detento. A juíza Isabel Delgado, da 21ª Seção de Audiência de Barcelona, também ordenou que ele ficasse afastado da mulher por nove anos e custeasse uma indenização de 150 mil euros (cerca de R$ 804 mil). Daniel também pagará as custas do processo.

A sentença considera provado que “o acusado agarrou bruscamente a denunciante, derrubou-a no chão e, impedindo-a de se mover, penetrou-a vaginalmente, apesar de a denunciante dizer que não, que queria ir embora”. E entende que “com isso se configura a ausência de consentimento, com o uso de violência e com acesso carnal”.

Em depoimento, o ex-lateral chorou, disse que tinha consumido bebida alcoólica e negou ter estuprado a jovem.

Daniel Alves

Dani Alves, de 40 anos, atuou profissionalmente entre 2001 e 2023. O lateral e também meio-campista defendeu ao longo da carreira: Bahia, Sevilla-ESP, Barcelona-ESP, Juventus-ITA, Paris Saint-Germain-FRA, São Paulo, Barcelona novamente e Pumas-MEX. O lateral também defendeu a Seleção Brasileira, entre 2006 e 2022.

Leia também

Participe dos canais da Itatiaia Esporte:

Matheus Muratori é jornalista multimídia com experiência em muitas editorias, mas ama a área esportiva. Faz cobertura de futebol, basquete, vôlei, esportes americanos, olímpicos e e-sports. Tem experiência em jornal impresso, portais de notícias, blogs, redes sociais, vídeos e podcasts.
Leia mais