Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Vídeo: pacientes denunciam demora em atendimento na UPA Venda Nova em BH

Na unidade de saúde, há idosos e crianças aguardando ‘no chão’ sem assistência

Pacientes da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Venda Nova denunciam demora no atendimento, neste sábado (24). Imagens mostram várias pessoas aguardando por atendimento, incluindo idosos e crianças.

Entre eles, um idoso de 80 anos está desde 8h30 na unidade. ‘Estou com meu pai desde 8h30. Ele passou pela consulta inicial, fez exames mas não deram retorno até agora’, disse Liliane Almeida à Itatiaia.

Há pessoas deitadas no chão, sem assistência dos atendentes. ‘Tem uma senhora que falou que está aqui desde ontem à noite’, conta Liliane.

Segundo a ouvinte, os atendentes estão chamando novos pacientes para a triagem mas não retornam com os exames.

Após algumas pessoas reclamarem da demora por atendimento e resultados de exames, a Guarda Municipal interviu no local para ‘acalmar os ânimos’. Os guardas chamaram o responsável pelo atendimento na unidade para explicar aos pacientes o que poderia ser feito devido a situação.

Leia também

Posicionamento da Secretaria de Saúde Municipal

“A Prefeitura de Belo Horizonte informa, novamente, que está ciente da atual pressão assistencial nas unidades da rede SUS-BH e tem trabalhado para garantir o cuidado da população. Também é importante esclarecer que não procede o tempo de espera citado e a informação de que pacientes aguardam o primeiro atendimento desde a noite passada. Aqueles que ficam acolhidos por um tempo maior na unidade estão em observação ou aguardando transferência para leito hospitalar.

Neste sábado, dia 24, a equipe está completa, com 11 médicos para o atendimento da população. Somente das 7h às 17h foram atendidos 289 pacientes, sendo 60% deles de casos pouco urgentes, classificados como verdes. Cabe destacar que há cadeiras na unidade para acomodar os pacientes. Já liberação de resultado dos exames, como hemogramas, tem demandado um tempo maior, considerando o atual cenário epidemiológico e assistencial da cidade. Com relação à segurança no local, equipes da Guarda Municipal são acionadas, quando necessário, para evitar ou resolver eventuais conflitos, como o ocorrido na UPA Venda Nova.

Além disso, é importante ressaltas que a Secretaria Municipal de Saúde tem ampliado os locais para o atendimento das pessoas que apresentam sintomas de dengue, chikungunya e zika. Em Venda Nova, atualmente, a população conta com um Centro de Atendimento às Arboviroses (CAA) aberto 24h. Além disso, foi ampliado neste sábado (24) mais 20 leitos na Unidades de Reposição Volêmica (URV) e há também dois centros de saúde em funcionamento durante o sábado e domingo, sendo o Rio Branco aberto das 7h às 22h e o Jardim Europa das 7h às 19h. Há também outros 11 centros de saúde abertos nas demais regionais da cidade para garantir atendimento exclusivo às pessoas com sintomas de arboviroses.

O município orienta que as pessoas com sintomas de dengue, chikungunya e zika procurem os centros de saúde e CAAs da capital, deixando as UPAs como referência para outros casos de urgência e emergência”.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Giullia Gurgel é estudante de jornalismo e estagiária da Itatiaia.
Leia mais