Ouvindo...

Times

Marina culpa os incêndios criminosos e mudanças climáticas por queimadas no Pantanal

A ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima, Marina Silva, concedeu uma entrevista coletiva na noite desta segunda-feira (24), após reunião do gabinete de crise criado para discutir ações de combate aos incêndios e ao desmatamento no Pantanal e na Amazônia

A ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima, Marina Silva, culpou as mudanças climáticas e os incêndios criminosos pelas queimadas no Pantanal, que já consumiram mais de 600 mil hectares no Mato Grosso e no Mato Grosso do Sul, que decretou situação de emergência por 180 dias.

A ministra concedeu uma entrevista coletiva, nesta segunda-feira, no Palácio do Planalto, após a reunião do gabinete de crise criado para discutir ações de controle e prevenção do desmatamento e enfrentamento de incêndios e queimadas no Pantanal e na Amazônia. “Nós temos um dado que dá conta de que nos municípios em que mais desmatam e onde tem mais incêndios. No caso de Corumbá (MS), o município que mais desmatou, não por acaso é ele que tem mais incêndios”, afirmou Marina Silva.

Ainda em seu discurso, a ministra destacou que os governos do Mato Grosso e Mato Grosso Sul editaram decretos que proíbem o manejo de fogo, inclusive o controlado, para qualquer tipo de atividade. “Não sabemos o tamanho do desdobramento que teremos pela frente. É a maior seca dos últimos 70 anos”, enfatizou Marina.

A ministra cobrou a aprovação, pelo Congresso Nacional, do projeto de lei que cria a Política Nacional de Manejo Integrado do Fogo. O texto já foi aprovado pela Câmara dos Deputados, mas ainda depende de análise do Plenário do Senado. “Esperamos que agora possa ser aprovado o mais rápido possível. Com certeza, ajudaria muito se tivéssemos isso aprovado no início do ano passado”, afirmou Marina.

Leia também

Uma comitiva ministerial, que contará com as ministras do Meio Ambiente e Mudança do Clima, Marina Silva, e do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, irá ao Mato Grosso do Sul, na sexta-feira (28), para uma reunião com o governador do estado, Eduardo Riedel (PSDB).


Participe dos canais da Itatiaia:

Repórter da Itatiaia desde 2018. Foi correspondente no Rio de Janeiro por dois anos, e está em Brasília, na cobertura dos Três Poderes, desde setembro de 2020. É formado em Jornalismo pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso), com pós-graduação em Comunicação Eleitoral e Marketing Político.
Leia mais