Ouvindo...

Times

Sem novos anúncios, ministro de Lula visita área do antigo aeroporto Carlos Prates

Márcio Macêdo participou de visita técnica no local e reforçou apoio do governo federal à construção de novo bairro em BH

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Márcio Macêdo, acompanhado de parlamentares, fez uma visita técnica na área do antigo Aeroporto Carlos Prates, na região Noroeste de Belo Horizonte.

O local está sem uso há pouco mais de um ano e o terreno deve ser utilizado para a construção de um novo bairro, com casas do programa Minha Casa Minha Vida, em parceria com o governo federal.

Veja mais:

Aeroporto Carlos Prates: um ano após fechamento, moradores se dividem entre alívio e incertezas para a região
Aeroporto Carlos Prates: governo federal doa 17% do terreno à PBH; saiba o que será feito no local
PL que barra casas no Aeroporto Carlos Prates opõe vereadores de BH; entenda cenário

“Queria muito conhecer essa área e fazer uma visita técnica porque esse programa nós temos muito carinho. Foi uma ideia do presidente Lula sobre o que fazer com áreas da União que estavam abandonadas, ou sendo utilizadas inadequadamente. E esse aqui é uma proposta que consolidou a ideia do presidente de fazer o programa Imóvel da Gente”, afirmou.

O ministro reforçou a possibilidade da construção de um novo bairro no local, “com três níveis do Minha Casa, Minha Vida, espaço para PPP [Parceria Público-Privada] e para serviços públicos, como a liberação do parque”.

“O terreno foi doado à prefeitura para fazer a restauração do parque, com previsão inicial de 4.500 unidades habitacionais, uma UPA [Unidade de Pronto Atendimento], um posto de saúde e duas escolas: infantil e ensino fundamental. Além de comércio e parcerias com a iniciativa privada”, afirmou o ministro.

Leia também

Questionado sobre o início das obras, Macêdo optou por não cravar uma data, mas disse que as intervenções devem começar assim que a etapa burocrática for vencida.

"É para começar de imediato. O processo está sendo feito assim que os entraves burocráticos forem vencidos. Você tem o terreno que já está disponibilizado e esses contratos são feitos nessa parceria entre a Prefeitura de Belo Horizonte e o governo federal”, afirmou.

Moradores da região se dividem sobre a destinação da área e entidades como o “Voa Prates” cobram a retomada do uso o antigo aeroporto para o setor. De acordo com o secretário-geral da Presidência, a população será ouvida para apontar problemas e possíveis soluções para o local.

“Minha presença aqui é prova. Existe um grupo de trabalho que a sociedade civil está incluída para que seja garantida a participação, para identificar os problemas, as necessidades do povo para que essa seja uma área pública, da cidade, do povo. A gente não poderia deixar que essa área fosse usada por poucos”, completou.


Participe dos canais da Itatiaia:

Jornalista graduado pela PUC Minas; atua como apresentador, repórter e produtor na Rádio Itatiaia em Belo Horizonte desde 2019; repórter setorista da Câmara Municipal de Belo Horizonte.
Leia mais