Ouvindo...

Times

‘Do jeito que está, com o governo metendo a mão e querendo taxar tudo, não dá’, diz empresário Rubens Ometto

Durante painel do evento Esfera Brasil, empresário fez duras críticas à política econômica do governo Lula

O empresário Rubens Ometto se mostrou preocupado com o aumento das taxações e afirmou que o governo federal tem desrespeitado a lei para tentar aumentar a arrecadação.

Durante painel do Fórum Esfera, que aconteceu neste sábado (8), o empresário fez duras críticas à equipe econômica do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Do jeito que está, com o governo metendo a mão, querendo taxar tudo e com os juros desse jeito, não dá”, desabafou Ometto. O empresário afirmou ter dúvidas sobre a eficiência do arcabouço fiscal elaborado pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT).

“Quando esse arcabouço fiscal foi lançado, eu não acreditei nele. Por que? Porque ele é baseado na ideia de permitir aumentar as despesas na medida em que a receita aumentasse. Então, é uma questão lógica. É claro que o governo trabalharia furiosamente para aumentar a receita e assim poder gastar mais”, disse.

Veja mais: Rubens Menin: empresas não aguentam mais três anos com juro real a 6%

“Esse arcabouço reflete claramente a visão de alguém que quer fazer o governo gastar e não reduzir sua dívida pública, que aliás é o que mantém esse juro alto. É uma visão oposta a incentivar a iniciativa privada que seria um caminho muito mais barato e muito mais eficiente para o nosso país. O que está acontecendo é exatamente o que eu imaginei que iria acontecer: para se aprovar a reforma tributária, se fizeram algumas séries de concessões e depois o poder Executivo, através da Receita Federal, através da Procuradoria-Geral da União e da Fazenda, está mordendo pelas bordas. Eles estão mudando as normas, vão mudando as regulamentações para arrecadar mais. Sai a lei de um jeito, depois eles soltam normas para te morder, para te autuar”, continuou o empresário.

Ometto afirmou ainda que é preciso que o bom exemplo venha de cima, principalmente no respeito às leis elaboradas pelo Congresso Nacional. A fala do empresário aconteceu em um painel em que participavam o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (PL), o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira (PSD), e o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas.

“(O governo federal) Nunca está preocupado em interpretar a ideia do legislador, eles estão preocupados em morder e morder. E quando você faz isso, você desrespeita a lei e cria um péssimo exemplo. O exemplo tem que vir de cima e quando o exemplo é ruim, ele contamina a organização toda”, afirmou.

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

Editor de Política. Formado em Comunicação Social pela PUC Minas e em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Já escreveu para os jornais Estado de Minas, O Tempo e Folha de S. Paulo.
Leia mais