Ouvindo...

Times

Fávaro anuncia grupo de trabalho para gerenciar envio de 2 milhões de quilos de carnes ao RS

O ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, afirmou (28) que os empresários do setor de proteína animal ofereceram ajuda ao Rio Grande do Sul para reforçar as cestas básicas doadas ao estado, além de abastecer as cozinhas solidárias montadas por voluntários

O ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, anunciou nesta segunda-feira (27) a criação de um grupo de trabalho, que contará com representantes do governo federal, do Rio Grande do Sul e de empresas privadas do setor de proteína animal, para gerenciar o envio de doações de 2 milhões de quilos de carne ao estado, que sofre com os efeitos das fortes chuvas. “Nós precisamos fazer um mapeamento, não é um trabalho simplista. Quantas pessoas, quantas refeições, quais lugares e cidades, quem faz a logística, levantar isso tudo vai demorar um pouquinho, alguns dias, e essa associação vai nos ajudar a fazer”, detalhou.

O anúncio foi feito pelo ministro, em coletiva de imprensa no Palácio do Planalto, após uma reunião do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com representantes da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes, Associação Brasileira de Proteína Animal, além da Associação Brasileira de Frigoríficos. “Vamos fazer essa rede, então, pelo tempo que for necessário para distribuir proteína de qualidade carne suína, bovina, de aves e ovos para a população do Rio Grande do Sul”, prometeu ele.

O ministro Carlos Fávaro afirmou que parte das doações irão abastecer as 590 cozinhas solidárias montadas no Rio Grande do Sul. “As doações estão acontecendo e, pelo volume disponibilizado, que é um volume bem grande, uma ou duas empresas que já disponibilizou pode pegar a rede das 590 cozinhas solidárias que já vai ter proteína nelas”, detalhou.

Leia também

O ministro Carlos Fávaro revelou ainda que o presidente Lula vai reeditar a Medida Provisória (MP), que visa autorizar a importação de 1 milhão de toneladas de arroz. Fávaro explicou que uma portaria interministerial deverá ser publicada na terça-feira (28) com o edital de compra do cereal. O produto, que terá a logomarca do governo federal, será vendido nos mercados, ao preço de R$ 4 por quilo.

O presidente Lula também deve publicar uma outra Medida Provisória, até terça-feira (28), liberando R$ 15 bilhões para a criação de uma linha de crédito para garantir a manutenção dos empregos no Rio Grande do Sul e a permanência das grandes empresas do estado.


Participe dos canais da Itatiaia:

Repórter da Itatiaia desde 2018. Foi correspondente no Rio de Janeiro por dois anos, e está em Brasília, na cobertura dos Três Poderes, desde setembro de 2020. É formado em Jornalismo pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso), com pós-graduação em Comunicação Eleitoral e Marketing Político.
Leia mais