Ouvindo...

Times

Governo libera mais R$ 6,7 bilhões para a compra de arroz importado

Durante evento em São Paulo, presidente Lula disse que ficou nervoso com preço cobrado em supermercados

O governo federal liberou mais R$ 6,7 bilhões para a compra de arroz de outros países. A medida foi tomada após a crise causada pelas enchentes no Rio Grande do Sul, estado que concentra a maior parte da produção do grão no Brasil.

Serão importadas cerca de 1 milhão de toneladas de arroz. A expectativa é que o produto chegue aos consumidores com preço tabelado em 4 reais por quilo.

Neste sábado (25), durante evento em São Paulo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse que ficou “nervoso” por causa do preço do arroz em alguns supermercados.

“Esta semana fiquei meio nervoso porque vi o preço do arroz muito caro no supermercado. Fiquei um pouco irritado porque o preço do arroz, o pacote de 5 kg, em um supermercado, estava R$ 36, no outro, estava R$ 33", declarou Lula, completando:

“Arroz e feijão é uma coisa que nós, brasileiros, não sabemos e não queremos abrir mão. Por isso, eles têm que estar no preço que o povo mais humilde e trabalhador possa comprar.”

O Ministério da Agricultura afirma que o produto não vai concorrer com o arroz gaúcho mantido em estoque.

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

É jornalista formado pela Universidade de Brasília (UnB). Cearense criado na capital federal, tem passagens pelo Poder360, Metrópoles e O Globo. Em São Paulo, foi trainee de O Estado de S. Paulo, produtor do Jornal da Record, da TV Record, e repórter da Consultor Jurídico. Está na Itatiaia desde novembro de 2023.
Leia mais