Ouvindo...

Times

‘Nós temos que baratear o preço dos carros’, diz Lula em reunião com representantes da indústria siderúrgica

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cobrou nesta segunda-feira (20) a redução no preço dos veículos no país. O discurso foi feito em cerimônia de anúncio de R$ 100 bilhões em investimentos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou a alta no preço dos veículos, e destacou que a indústria nacional precisa voltar a crescer para que o produto fique acessível para os trabalhadores. Em reunião, na tarde desta segunda-feira, no Palácio do Planalto, Lula afirmou que o preço atual dos veículos fica inacessível para as camadas mais populares do país. “Nós temos que baratear o preço dos carros, temos que voltar a produzir carros para o povo brasileiro e não ao povo americano, que não importa carro nosso”, cobrou.

No encontro, representantes do setor siderúrgico anunciaram investimentos de R$ 100,2 bilhões no país até 2028. Lula afirmou que a indústria brasileira precisa voltar a crescer. “O nosso problema não são as importações da China que são graves, o nosso problema é que a nossa indústria parou de crescer. O nosso problema é que quando eu deixei a presidência, em 2010, este país vendia 3,8 milhões e, quando eu voltei, estava vendendo 1, 8 milhão de carros”, destacou.

Lula afirmou que a indústria automobilística só voltará a crescer quando o povo brasileiro retomar o poder de compra. “Ela (indústria automobilística) só vai voltar a crescer, não é por conta da disputa da China por carro elétrico, será na hora que a gente tiver o povo brasileiro ganhando um pouco mais de salário pra ele poder comprar um carro. Qual é o brasileiro que pode comprar um carro por 150 mil reais? Isso é carro de classe média, de executivo do setor do aço que pode comprar um carro, mas o povo trabalhador, bancário e secretário esses não compram. Então, nós temos que baratear o preço dos carros”, afirmou

Leia também

O anúncio de investimentos, no Palácio do Planalto, também contou com as presenças dos ministros da Fazenda, Fernando Haddad, e de Minas e Energia, Alexandre Silveira, além do presidente do BNDES, Aloizio Mercadante.


Participe dos canais da Itatiaia:

Repórter da Itatiaia desde 2018. Foi correspondente no Rio de Janeiro por dois anos, e está em Brasília, na cobertura dos Três Poderes, desde setembro de 2020. É formado em Jornalismo pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso), com pós-graduação em Comunicação Eleitoral e Marketing Político.
Leia mais