Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

OAB do Rio Grande do Sul pede ao governo Lula a extinção das dívidas do estado com a União

Governo federal anunciou a suspensão do pagamento da dívida do RS com a União por três anos, mas estado pediu extinção do débito

Após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciar a suspensão do pagamento da dívida do Rio Grande do Sul com a União por três anos, a seção gaúcha da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) pediu ao governo federal a extinção da dívida.

O entendimento é do presidente da Ordem dos Advogados no Rio Grande do Sul, Leonardo Lamachia, que argumenta que os valores repassados e os juros já pagaram a dívida.

Segundo o advogado, os critérios técnicos já foram apresentados ao Supremo Tribunal Federal em uma ação que corre na corte desde 2012. E, segundo ele, agora é o melhor momento para o Supremo acatar o pedido da OAB gaúcha.

Veja mais: Eduardo Leite pede desculpas por fala sobre doações e preocupação com comércio local

Em entrevista exclusiva à Itatiaia, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), avaliou que as medidas adotadas pelo governo federal para ajudar o Rio Grande do Sul precisam ser avaliados como um processo e não apenas medidas isoladas, como a suspensão do pagamento da dívida.

“É um processo. Foram pedidos R$ 19 bilhões, em 24 horas estavam liberados R$ 11 bilhões. Nós temos que entender que é um processo, que está sendo acompanhado pelo Congresso Nacional. Não será uma ação que vai resolver os problemas, serão inúmeras ações. Hoje mesmo o presidente vem aqui oferecer novos recursos. Então, não podemos ter dúvidas de que todos os governos devem trabalhar juntos. Prefeito, governador e presidente, todos temos que trabalhar juntos”, afirmou Haddad.

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

Repórter de política na Rádio Itatiaia. Começou no rádio comunitário aos 14 anos. Graduou-se em jornalismo pela PUC Minas. Em Belo Horizonte, teve passagens pelas rádios Alvorada, BandNews FM e CBN. No Grupo Bandeirantes de Comunicação, ocupou vários cargos até chegar às funções de âncora e coordenador de redação na BandNews FM BH. Cobriu as tragédias ambientais da Samarco, em Mariana, e da Vale, em Brumadinho. Vencedor de 8 prêmios de jornalismo. Em 2023, venceu o Prêmio Nacional de Jornalismo CNT.
Leia mais