Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Governo suspende publicidade no X em reação a ataques de Elon Musk ao STF

Justificativa é baseada em uma norma assinada no início de 2024 e que restringe a veiculação de publicidade em canais que promovem desinformação na internet

A Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom) decidiu suspender a publicidade institucional do governo veiculada no X (antigo Twitter). A suspensão tem como pano de fundo os ataques promovidos pelo bilionário Elon Musk, dono da rede social, ao presidente Lula (PT) e ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo o governo, essa suspensão é válida para novos contratos de publicidade e está amparada por uma norma publicada em fevereiro pela Secom que, na prática, orienta o veto à veiculação de anúncios do governo em canais que promovem desinformação na internet.

A norma, assinada no dia 24 de fevereiro, detalha que a medida tem como objetivo “coibir a monetização, em decorrência de ações publicitárias dos integrantes do SICOM, de sites, aplicativos e produtores de conteúdo na internet que ensejem risco de danos à imagem das instituições do Poder Executivo Federal por infração à legislação nacional ou por inadequação a políticas e padrões de segurança e de adequação à marca do Governo Federal”, diz o trecho do ato usado pelo governo para suspender os anúncios. A secretaria de Comunicação é chefiada pelo ministro Paulo Pimenta.

Até o momento, segundo o Portal da Transparência, o governo já investiu R$ 5,4 milhões em publicidade no X. A suspensão não tem data para terminar e continuará válida até que o governo decida se poderá manter o veto permanente aos anúncios no X ou se voltará a investir na plataforma.

Leia também

Representante do X no Brasil deixa o cargo

Em meio ao embate público entre o Supremo Tribunal Federal e a rede social de Elon Musk, o advogado Diego de Lima Gualda, que representava X no Brasil, renunciou ao cargo. A renúncia foi protocolada em 8 de abril, dois dias depois de Musk criticar publicamente o ministro Alexandre de Moraes na rede da qual ele é dono.

Gualda foi designado representante do X no Brasil em agosto de 2023 e nomeado como procurador e administrador da rede social no país.


Participe dos canais da Itatiaia:

Repórter da Rádio Itatiaia em Brasília atuando na cobertura política dos Três Poderes. Mineiro formado pela PUC Minas Gerais, já teve passagens como repórter e apresentador pela Rádio BandNews FM, Jornal Metro e O Tempo. Vencedor do prêmio CDL de Jornalismo em 2021 e Amagis 2022 na categoria rádio.
Leia mais