Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

‘Até minha mulher perguntou o que fui fazer lá', diz Bolsonaro ao citar pernoite em embaixada da Hungria

Ex-presidente participa de lançamento de pré-candidatura do PL à Prefeitura de Uberaba

Após desembarcar em Uberaba, no Triângulo Mineiro, para participar de lançamento de pré-candidatura do PL à prefeitura da cidade, o ex-presidente Jair Bolsonaro voltou a citar sua ida à Embaixada da Hungria, em Brasília. O caso foi revelado pelo jornal New York Times, em 25 de março - que mostrou que ele passou dois dias na sede diplomática do país europeu no Brasil em meio ao Carnaval.

Investigado pela Polícia Federal por envolvimento em um suposto plano de golpe de Estado após perder a eleição para o hoje presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Bolsonaro voltou a refutar a hipótese de fuga do país para escapar de uma eventual prisão.

“Eu tinha como opção ficar nos Estados Unidos. Tive muita proposta lá. O que ele foi fazer na embaixada da Hungria? Até minha mulher perguntou o que fui fazer lá. Ah, tem que ser preso? Prisão só pela arbitrariedade”, comentou em discurso ao lado do presidente do PL em Minas Gerais, deputado Domingos Sávio, e outras lideranças do partido, como os pré-candidatos às prefeituras de Uberaba, Samir Cecílio, e Contagem, Cabo Junio Amaral.

Bolsonaro, no entanto, não respondeu o que respondeu a sua esposa, Michelle Bolsonaro, sobre a questão feita por ela.

Leia também

Intimado a dar explicações, ao Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o episódio, a defesa do ex-presidente disse que ele não temia ser preso preventivamente, já que havia entregue o passaporte poucos dias antes a mando da Justiça. E que seria “ilógico” sugerir que ele tivesse se hospedado na embaixada húngara para pedir asilo ou fugir das investigações.

O próprio Bolsonaro já havia comentado sobre o caso, ao dizer que mantém relações com líderes de diversos países e que a visita, que se iniciou na noite do dia 12 de fevereiro e só terminou em 14 de fevereiro, tinha como objetivo trocar impressões com o embaixador húngaro sobre as situações políticas de ambos os países.

Participe dos canais da Itatiaia:

Jornalista graduado pela PUC Minas; atua como apresentador, repórter e produtor na Rádio Itatiaia em Belo Horizonte desde 2019; repórter setorista da Câmara Municipal de Belo Horizonte.
Editor de política. Foi repórter no jornal O Tempo e no Portal R7 e atuou no Governo de Minas. Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), tem MBA em Jornalismo de Dados pelo IDP.
Leia mais