Ouvindo...

Times

Luiza Erundina minimiza críticas à Marta Suplicy, mas diz que o retorno dela ao PT foi um ‘equívoco’

Fala foi feita durante o primeiro evento em que Erundina participou ao lado de Guilherme Boulos neste período de pré-campanha. Marta, por um problema de agenda, esteve ausente

A deputada federal Luiza Erundina (PSOL) disse que o retorno de Marta Suplicy ao PT foi um equívoco, mas ressaltou que os atritos que teve com ela estão no “passado”. A declaração foi dada durante a primeira agenda de Erundina e Guilherme Boulos neste período de pré-campanha às eleições municipais de São Paulo.

“Eu acho que foi um equívoco a decisão do PT em relação do PT ao trazê-la de volta ao partido, para torná-la vice. Mas, isso já está dado. Nós temos uma chapa, estamos fazendo a campanha desta chapa e também dos candidatos a vereador e vereadora”, declarou Erundina.

Durante seu discurso aos apoiadores que estavam presente no Sindicato dos Professores de São Paulo, Erundina chegou a citar o nome de Marta pelo menos três vezes e disse, ainda, que apoia a união do PSOL e do Partido dos Trabalhadores.

A deputada também ressaltou que esperava a presença de Marta no palco e na agenda de Boulos deste sábado. A candidata não esteve presente por conta de “problemas de agenda”.

“O passado é passado, nós temos uma tarefa importante a realizar que é ganhar as eleições. Eu esperava que ela estivesse aqui, até. Isso é um problema resolvido. O PT tinha que indicar a vice e indicou. Diante da tarefa que se coloca a nós, isto é coisa menor. É algo que está no passado. Aquelas são críticas que eu tenho até hoje, mas não impedem que a gente construa uma tarefa comum”.

A respeito de uma possível aparição pública de Erundina e Marta juntas, Boulos afirmou que isso deve ocorrer em breve em um evento que reunirá os “três presidentes populares de São Paulo”, Luiza Erundina, Marta Suplicy e Fernando Haddad.

Acompanhe as últimas notícias produzidas pela CNN Brasil, publicadas na Itatiaia.
Leia mais