Ouvindo...

Times

Quaest: economia brasileira melhorou para 26% dos brasileiros; 38% falam que piorou

Foram ouvidas 2.000 pessoas, presencialmente, entre 25 e 27 de fevereiro; margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos

Houve um crescimento de sete pontos percentuais entre quem acha que a economia piorou nos últimos 12 meses, passando de 31% em dezembro para 38% em fevereiro, conforme apontou a pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira (6).

Também foi registrada queda entre quem acha que a economia melhorou, indo de 34% há três meses para 26%. Quem acha que ficou do mesmo jeito, aumentou um ponto percentual, passando de 33% para 34%.


Foram ouvidas 2.000 pessoas, presencialmente, entre 25 e 27 de fevereiro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95%.

Voto no segundo turno em 2022

Para os eleitores do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no segundo turno em 2022, 46% acham que a economia melhorou (eram 55% em dezembro). Outros 15% acham que piorou (eram 11%); 38% dizem que ficou do mesmo jeito (eram 33%); não sabe ou não respondeu foi de 2% para 1%.

Nos últimos 12 meses, a economia do Brasil…? Voto em Lula no 2º turno de 2022 – fevereiro de 2024

  • Melhorou: 46%
  • Ficou do mesmo jeito: 38%
  • Piorou: 15%
  • Não sabe ou não respondeu: 1%

Entre os eleitores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL): 70% acham que a economia piorou (eram 64); 24% que ficou do mesmo jeito (eram 28%); e 5% acham que melhorou (eram 8%).

Nos últimos 12 meses, a economia do Brasil…? Voto em Bolsonaro no 2º turno de 2022 – fevereiro de 2024

  • Melhorou: 5%
  • Ficou do mesmo jeito: 24%
  • Piorou: 70%
  • Não sabe ou não respondeu: 1%

Os que votaram em branco, nulo ou não foram votar: 42% dizem que a economia ficou do mesmo jeito (eram 40%); 38% que piorou (eram 32%); e 18% que melhorou (eram 25%).

Nos últimos 12 meses, a economia do Brasil…? Voto branco/nulo/não votou no 2º turno de 2022 – fevereiro de 2024

  • Melhorou: 18%
  • Ficou do mesmo jeito: 42%
  • Piorou: 38%
  • Não sabe ou não respondeu: 2%

Preços no último mês

Os entrevistados ainda opinaram sobre os preços no mês de janeiro.

Preço das contas

  • Caíram: 7%
  • Ficaram iguais: 27%
  • Piorou: 63%
  • Não sabe ou não respondeu: 3%

Preços dos alimentos

  • Caíram: 13%
  • Ficaram iguais: 13%
  • Piorou: 73%
  • Não sabe ou não respondeu: 1%

Preços dos combustíveis

  • Caíram: 16%
  • Ficaram iguais: 22%
  • Piorou: 51%
  • Não sabe ou não respondeu: 11%


Essa notícia é fornecida em parceria com a CNN Brasil

Acompanhe as últimas notícias produzidas pela CNN Brasil, publicadas na Itatiaia.
Leia mais