Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Pesquisa aponta que 50% dos brasileiros acham que prisão de Bolsonaro seria justa

Levantamento da Genial/Quaest também apontou que maioria não acha que o ex-presidente esteja sendo perseguido pela Justiça. Maioria também apoia inelegibilidade

Uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira (28) pela Genial/Quaest mostra que metade dos brasileiros considera justa uma eventual prisão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). No levantamento, outros 39% consideraram uma possível detenção como injusta, enquanto 10% dos entrevistados não souberam opinar.

O levantamento fez uma série de questionamentos aos entrevistados sobre a situação do ex-presidente, que é alvo de investigações da Polícia Federal que vão desde uma possível tentativa de golpe de Estado até a importunação de uma baleia no litoral Norte de São Paulo. Para 53% dos entrevistados, Bolsonaro não está sendo perseguido pela Justiça. Outros 39% dos entrevistados confiam que o ex-presidente é vítima de perseguição.

A pesquisa também fez um recorte baseado na religião dos entrevistados, e o resultado se inverte entre os evangélicos, que acreditam que Bolsonaro é sim perseguido pela Justiça (53%). Todos os entrevistados de outras religiões, em sua maioria, refutam a tese de perseguição.

Outra pergunta foi sobre a situação eleitoral de Bolsonaro, que foi considerado inelegível por oito anos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em duas oportunidades. Segundo 51% dos entrevistados, a Justiça acertou ao condenar Bolsonaro. Os que acham que a Justiça errou neste caso representam 40% dos entrevistados. Outros 10% não souberam opinar.

Leia também

Golpe de Estado
O levantamento da Genial/Quest também perguntou aos entrevistados sobre o suposto plano golpista para que Bolsonaro anulasse o resultado das eleições de 2022, na qual foi derrotado por Lula. O caso é investigado pela Polícia Federal.

Para 47% dos entrevistados, Bolsonaro participou do plano. Outros 40% acreditam que o ex-presidente não participou da trama e 13% não opinaram.

No recorte entre os eleitores, 77% de pessoas que votaram no presidente Lula em 2022 acreditam na participação de Bolsonaro na suposta trama golpista. Entre os eleitores de Jair Bolsonaro, esse mesmo percentual é de apenas 9%. No recorte de quem votou em outros candidatos ou se absteve na última eleição presidencial, o porcentual de pessoas que acreditam na participação do ex-presidente no plano de anular as eleições é de 47%.

A pesquisa ouviu presencialmente 2.000 pessoas entre os dias 25 e 27 de fevereiro, ou seja, após o ato de apoio a Bolsonaro do último domingo (25), na Avenida Paulista, em São Paulo. Na ocasião, o ex-presidente se defendeu das acusações de que teria tramado contra a democracia. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Correspondente da Rádio Itatiaia em Brasília atuando na cobertura política dos Três Poderes. Mineiro formado pela PUC Minas Gerais, já teve passagens como repórter e apresentador pela Rádio BandNews FM, Jornal Metro e O Tempo. Vencedor do prêmio CDL de Jornalismo em 2021 e Amagis 2022 na categoria rádio.
Leia mais