Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Pacheco vai convidar Zema e Tadeuzinho para discutir dívida de Minas no início de março

Antes, o presidente do Congresso deve se reunir com Lula e Haddad para tratar do assunto

O presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD) deve convidar o governador Romeu Zema (Novo) e o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Tadeu Martins Leite (MDB) para discutir, no início de março, os avanços no projeto de renegociação da dívída do Estado com a União.

Em entrevista exclusiva à Itatiaia, em Belo Horizonte, o presidente Lula disse que logo após o carnaval convocaria uma reunião entre Pacheco e o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, para tratar da questão. Segundo o senador, o presidente tentou marcar o encontro, mas houve uma incompatibilidade de agenda. “Lula chamou a reunião comigo e com o ministro Haddad. Acabou que não coincidiu a nossa presença aqui. Nós tivemos que... nós acabamos não realizando a reunião”, explicou.

Pacheco e Haddad

De acordo com o Pacheco, ele e Haddad debateram a questão nesta quarta-feira (21). “Hoje eu estive com o ministro Fernando Haddad. O último assunto que eu tratei com ele foi a respeita à dívida de Minas. Ele disse que está trabalhando de maneira muito dedicada no Ministério da Fazenda junto com a sua equipe para poder dar o encaminhamento nisso. Já avançou bastante nos estudos feitos sobre situação de Minas Gerais. Há também, obviamente, estudos de outros estados”, contou o mineiro.

A próxima reunião será em março e Pacheco irá convidar o governador de Minas e o presidente da Assembleia. “Nós vamos nos encontrar agora no início de março. Nós temos uma reunião com a equipe técnica do Ministério da Fazenda. Eu vou convidar também o presidente da Assembleia Legislativa de Minas, Tadeu Leite, o governador Romeu Zema e a sua instância lá técnica para poder discutir”, adiantou.

Programa nacional
Para Pacheco, a proposta apresentada por ele como alternativa à dívida de Minas Gerais, deve dar origem a um programa para atender outros estados endividados. "É muito importante a gente aproveitar o mês de março e avançar de uma maneira definitiva na questão não só da dívida de Minas em si, da situação específica de Minas, o apagamento da dívida, como eventualmente uma solução federativa também para todos os estados de um grande programa que possa ser solucionado. Não só de Minas mas também para outros estados, que eu considero que eu desejo também do ministro Fernando Haddad e do presidente Lula. Então vamos avançar, eu não tenho dúvida que em março nós vamos ter boas, novas em relação a este tema que tem nos afligido muito em Minas Gerais, é bom que ele se resolve”, espera o presidente do Congresso.

O prazo para que Minas renegocia a dívida de R$ 160 bilhões com a União foi prorrogado até 20 de abril.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Edilene Lopes é jornalista, repórter e colunista de política da Itatiaia e podcaster no “Abrindo o Jogo”. Mestre em ciência política pela UFMG e também diplomada em jornalismo digital pelo Centro Tecnológico de Monterrey (México). Na Itatiaia desde 2006, já foi apresentadora e registra no currículo grandes coberturas nacionais, internacionais e exclusivas com autoridades, incluindo vários presidentes da República. Premiada, em 2016 foi eleita, pelo Troféu Mulher Imprensa, a melhor repórter de rádio do Brasil.
Leia mais