Ouvindo...

Times

PCdoB expulsa prefeito do interior de Minas preso por suspeita de corrupção

Nelson Lara, da cidade de Guapé, foi detido em operação deflagrada nesta quarta-feira (7)

O PCdoB decidiu expulsar, do quadro de filiados à legenda, o prefeito Nelson Lara, de Guapé, no Sul de Minas Gerais. A decisão foi tomada nesta quarta-feira (7), horas após o político ser preso em uma operação que investiga possível corrupção no poder público do município.

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) já ofereceu denúncia contra seis pessoas ligadas à Prefeitura de Guapé. A operação do MPMG foi batizada de “Trem da Alegria”. São apuradas possíveis ilicitudes como corrupção passiva, lavagem de dinheiro e peculato.

“Sua conduta de extrema infidelidade partidária – seja nos processos eleitorais, bem como na vida cotidiana do partido – demonstrava seu distanciamento dos princípios históricos do PCdoB, de luta em defesa do povo e cuidado com o bem público. Foi motivo para sequer termos registrado o partido na cidade de Guapé. O PCdoB espera que todo o procedimento legal seja adotado, que todos sejam punidos no âmbito da Lei e reafirma seu histórico compromisso com o povo brasileiro e o bem público”, lê-se em nota do PCdoB a respeito de Nelson.

Entenda as investigações

As apurações do MPMG apontam para a obtenção de vantagens indevidas dadas por empresários do setor imobiliário na forma da cessão de terrenos. A operação é conduzida pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

“Uma vez consumados os atos de corrupção, os integrantes da organização ocultam a origem e a propriedade de tais bens por intermédio de operações de lavagem de dinheiro (os bens são escriturados e/ou registrados em nome de terceiros ou permanecem em nome do empreendedor até a ordem de transferência)”, apontou a entidade.

Ainda segundo o MPMG, os alvos da operação são investigados, também, por fraudes e desvios na execução de contratos administrativos e licitações.

“O PCdoB espera que todo o procedimento legal seja adotado, que todos sejam punidos no âmbito da Lei e reafirma seu histórico compromisso com o povo brasileiro e o bem público”, completou o partido que abrigava Nelson Lara.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Graduado em Jornalismo, é repórter de Política na Itatiaia. Antes, foi repórter especial do Estado de Minas e participante do podcast de Política do Portal Uai. Tem passagem, também, pelo Superesportes.
Leia mais