Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Dino e Lewandowski iniciam transição para nova gestão do Ministério da Justiça

Reunião nesta terça-feira marca início oficial da transição de Flávio Dino para Ricardo Lewandowski

flavio-dino-ricardo-lewandowski.jpg

Ministros Flávio Dino e Ricardo Lewandowski iniciaram transição nesta terça-feira (23) com encontro das equipes na Justiça

Jamile Ferraris | MJSP

O período de transição da gestão Flávio Dino para Ricardo Lewandowski no Ministério da Justiça começou, oficialmente, nesta terça-feira (23). Em reunião com início aberto à imprensa, a equipe de Dino recebeu o futuro ministro, que tomará posse no próximo dia 1º, e cinco membros da equipe do novo Ministério da Justiça — Manoel Carlos de Almeida, futuro secretário-executivo, Ana Maria Neves, que chefiará o gabinete de Lewandowski, e Marcelo Pimental, Natasha Côrrea e Lilian Melo, que estiveram com ele no Supremo Tribunal Federal (STF).

No início da reunião, o ministro da Justiça agora nomeado, Ricardo Lewandowski, refutou o termo ‘transição’ e declarou que se concentrará em continuar o trabalho realizado por Dino. “É importante que se diga que vamos imprimir continuidade ao excelente trabalho desenvolvido pelo ministro Flávio Dino e a equipe dele. Estamos honrados e quero dizer àqueles que permanecem na função e àqueles que se incorporam: haveremos de vencer os desafios”, declarou.

O novo ministro da Justiça também reforçou o que aliados têm dito à imprensa: a segurança pública será prioridade. “Temos um grande desafio, que é a preocupação com a segurança. Na verdade, a insegurança, a criminalidade e o crime organizado, que afeta as classes mais abastadas, o cidadão mais simples, os trabalhadores… É uma pauta que precisa ser enfrentada. Ela vem sendo enfrentada com êxito, e haveremos de dar especial prioridade a essa questão”, pontuou.

Futuros integrantes da equipe de Lewandowski participam de reunião

Na reunião de hoje, Lewandowski esteve acompanhado por cinco pessoas que ocuparão cargos próximos a ele durante a gestão à frente da pasta. Na cabeceira da mesa comprida colocada no centro da Sala dos Retratos, no Palácio da Justiça, se sentaram os dois ministros: Dino, que deixará a pasta no próximo dia 1º, e o ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF), que será empossado por Lula na data. À esquerda do futuro ministro se sentaram cinco dos seis primeiros membros de sua equipe.

O primeiro, mais próximo de Lewandowski, é Manoel Carlos de Almeida Neto, futuro secretário-executivo do Ministério da Justiça; o cargo é o segundo mais alto na hierarquia da pasta. Em seguida estavam Ana Maria Neves, futura chefe de gabinete, e Marcelo Pimentel, Natasha Côrrea e Lilian Melo — os três compuseram o gabinete de Lewandowski no Supremo Tribunal Federal (STF). O único ausente da equipe do novo ministro é Mario Sarrubbo, procurador-geral de Justiça do Estado de São Paulo, que ainda não se afastou do cargo atual.

Outra ausência importante na reunião de transição é Ricardo Cappelli, o secretário-executivo e braço-direito de Flávio Dino, que saiu de férias após a confirmação de Lewandowski no ministério. Assim, o secretário-adjunto, Diego Galdino, foi quem ocupou o lugar à direita de Flávio Dino. Cappelli e Galdino são trocas tratadas como certas na Justiça com a mudança no comando.

Pedido de Lula. Também esteve na reunião o diretor-geral da Polícia Federal (PF), Andrei Rodrigues. O presidente Lula pediu a Lewandowski que ele seja mantido no cargo.

É jornalista formado pela Universidade de Brasília (UnB). Cearense criado na capital federal, tem passagens pelo Poder360, Metrópoles e O Globo. Em São Paulo, foi trainee de O Estado de S. Paulo, produtor do Jornal da Record, da TV Record, e repórter da Consultor Jurídico. Está na Itatiaia desde novembro de 2023.
Repórter de política em Brasília. Na Itatiaia desde 2021, foi chefe de reportagem do portal e produziu série especial sobre alimentação escolar financiada pela Jeduca. Antes, repórter de Cidades em O Tempo. Formada em jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais.
Leia mais