Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Servidores federais podem ter reajuste no salário só em 2025, detalha ministra

Proposta analisada pela categoria prevê aumento de 8% parcelados entre 2025 e 2026; segundo ministra Esther Dweck, apenas os auxílios devem ser reajustados neste ano

53454814052_76734871e9_k.jpg

Ministra Esther Deweck participa da negociação salarial com os servidores federais

Adalberto Marques/MGI

Leia Também

A ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, participou do programa Bom Dia Ministro desta quarta-feira (17) e falou sobre o pedido de reajuste no salário dos servidores públicos federais. Conforme a proposta enviada pelo governo à categoria, neste ano, apenas os benefícios devem sofrer alguma alteração.

No primeiro ano de gestão do presidente Lula, os servidores e pensionistas tiveram uma recomposição salarial de 9%, mas para 2024, a proposta do governo, segundo a ministra, envolve aumentos apenas nos benefícios, como auxílio alimentação e auxílio creche.

“Ao longo do mandato do presidente Lula a gente tá propondo 18% de aumento de salário mais um aumento de mais de 100% nos benefícios. Com isso, durante o mandato do presidente Lula, ninguém terá perda real”, defendeu.

A proposta do aumento de 18% inclui o reajuste já concedido em 2023 e o aumento de 8% que deverá ser concedido em 2025 e 2026, parcelado em 4,5% nos dois anos. Desde que assumiu a presidência, Lula reativou a Mesa Nacional de Negociação Permanente com os servidores, que teve uma última reunião no final de 2023. Essa proposta foi apresentada no último encontro.

Na quinta-feira (18), o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Sindsep-DF) convocou uma assembleia para discutir a proposta e não está descartada a possibilidade de greve. A categoria pressiona para que esse reajuste previsto para os próximos anos seja antecipada para 2024.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Correspondente da Rádio Itatiaia em Brasília atuando na cobertura política dos Três Poderes. Mineiro formado pela PUC Minas Gerais, já teve passagens como repórter e apresentador pela Rádio BandNews FM, Jornal Metro e O Tempo. Vencedor do prêmio CDL de Jornalismo em 2021 e Amagis 2022 na categoria rádio.
Leia mais