Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

CPI da Braskem ganha forma, e deve ser instalada essa semana no Senado

Companhia será investigada por danos por extração de sal-gema em Maceió

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a atuação da Braskem em Maceió (AL) já tem a confirmação de 10 dos 11 nomes necessários para sua composição. Dessa forma, a instalação do colegiado deve acontecer ainda nesta semana.

A CPI pretende investigar a companhia pelos impactos ambientais e econômicos ocasionados em Maceió em decorrência, principalmente, da extração de sal-gema - material usado para fabricação de produtos variados como detergente, vidro e pasta de dente. A cidade segue em estado de emergência devido ao afundamento do solo causado pelas perfurações feitas há décadas pela Braskem.

Até o momento, foram indicados dez titulares e sete suplentes da comissão. São eles:

  • Titulares: Dr. Hiran (PP-RR); Eduardo Gomes (PL-TO); Efraim Filho (União Brasil-PB); Jorge Kajuru (PSB-GO); Omar Aziz (PSD-AM); Otto Alencar (PSD-BA); Renan Calheiros (MDB-AL); Rodrigo Cunha (Podemos-AL); Rogério Carvalho (PT-SE); e Wellington Fagundes (PL-MT).
  • Suplentes: Angelo Coronel (PSD-BA); Cleitinho (PL-MG); Fabiano Contarato (PT-ES); Fernando Farias (MDB-AL); Jayme Campos (União Brasil-MT); Magno Malta (PL-ES); e Soraya Thronicke (Podemos-MS).

O PDT deve indicar o último nome de titular, e que deve ser o do senador Cid Gomes (CE). A senadora Leila Barros (DF) será suplente.

É jornalista formado pela Universidade de Brasília (UnB). Cearense criado na capital federal, tem passagens pelo Poder360, Metrópoles e O Globo. Em São Paulo, foi trainee de O Estado de S. Paulo, produtor do Jornal da Record, da TV Record, e repórter da Consultor Jurídico. Está na Itatiaia desde novembro de 2023.
Leia mais