Ouvindo...

Times

Chimpanzé se recusa a soltar filhote três meses após a morte dele na Espanha

Suspeita do diretor do zoológico, Miguel Casares, é de que a mãe não estava produzindo leite o suficiente

Uma chimpanzé de um zoológico em Valência, na Espanha, se recusa a soltar o filhote dela, mesmo tendo morrido há três meses. A informação é da estatal britânica BBC.

A chimpanzé, chamada Natália, deu à luz ao filhote em fevereiro deste ano e tudo havia ocorrido bem. No entanto, 14 dias após o parto, o bichinho ficou debilitado e rapidamente perdeu a vida.

A suspeita do diretor do zoológico, Miguel Casares, é de que a mãe não estava produzindo leite o suficiente. Desde a morte do filhote, ela não quer se separar dele e o carrega para todos os lugares enquanto cumpre tarefas do dia a dia.

Apesar de estranho para humanos, esse é uma ação comum para os chimpanzés. “Nem sempre acontece, mas de vez em quando uma fêmea pode carregar uma cria morta por alguns dias ou, até mesmo, algumas semanas, assim como alguns meses”, contou o diretor à BBC.

Leia também

Mas por que não tirar o filhote da mãe?

Segundo o diretor, Natália era muito próxima do filhote quando ele nasceu. Os especialistas do local avaliaram a situação e acharam melhor não intervir, algo menos arriscado para eles.

“O grupo está sempre junto. Então, se quiséssemos anestesiar a mãe para retirar o filhote, certamente teríamos que anestesiar vários membros da família”, explicou.


Participe dos canais da Itatiaia:

Jornalista formada pela PUC Minas. Mineira, apaixonada por esportes, música e entretenimento. Antes da Itatiaia, passou pelo portal R7, da Record.
Leia mais