Ouça a rádio

Compartilhe

Zema anuncia repasse de R$ 560 mi para cidades atingidas pelas chuvas em Minas

O governador de Minas disse que os detalhes sobre como a verba será aplicada devem ser divulgados nos próximos dias

Agência Minas
Foto: Agência Minas

'Cenário de guerra', diz Zema ao visitar Raposos após enchentes

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), afirmou que vai destinar uma verba de R$560 milhões para ajudar cidades que foram castigadas pelas chuvas que atingiram o estado nas últimas semanas. O anúncio foi feito durante uma visita do chefe do Executivo estadual à cidade de Raposos, na região Central de Minas, nesta sexta-feira (14). 

Ao todo, 25 pessoas morreram e mais de 35 mil estão desalojadas no território mineiro por causa das fortes chuvas, que causaram enchentes e deslizamentos. Mais de 40% do estado está em situação de emergência. 

Apesar do investimento divulgado, Zema disse que os detalhes sobre como a verba será aplicada devem ser divulgados nos próximos dias. 

"Solicitei ao secretário da fazenda, e ele me deu uma posição agora mais cedo que o estado terá condições de destinar às áreas afetadas um valor de R$ 560 milhões. Daremos detalhes sobre como esse valor será aplicado nos próximos dias porque os secretários agora estão trabalhando. Parte expressiva será para reconstruir o que foi destruído tivemos muitas rodovias afetadas por deslizamentos, excesso de água, e precisamos reestabelecer essas vias. Será aplicado também em questões humanitárias, tratamento especial para quem tiver suas casas destruídas que vão receber ajuda até ter sua situação definida", explicou. 

Zema também afirmou que já solicitou uma verba de R$ 940 milhões ao governo federal para auxiliar na reconstrução do estado. "Solicitamos ao governo federal R$ 940 milhões em termos de ajuda em todos os sentidos para a reconstrução do Estado", disse. 

Durante a visita a cidade de Raposos, que foi fortemente atingida pelas chuvas, o governador disse que pode visualizar um verdadeiro ‘cenário de guerra'. Zema garantiu ainda que medidas estão sendo tomadas para minimizar o sofrimento dos moradores. 

"Fiz questão de estar aqui presente, acompanhar o desenrolar dessa tragédia aqui em raposos, realmente quem visita vê o tamanho do estrago. Eu tinha visto filmes e tinha o relato do próprio prefeito, realmente é um cenário de guerra que assistimos aqui, se a cidade tivesse sido bombardeada talvez o estrago não seria tão grande. O Estado tem dado o apoio no que é possível, nossa ajuda prioritária é humanitária, é o fornecimento de cesta básica, kits de higiene e limpeza para aqueles que ficaram desalojados. Prefeito reclamou da falta de equipamentos que vamos tentar viabilizar", garantiu.