Notícias

'Vou trazer essa vitória nem que seja morto', diz Neymar sobre duelo com City pela Champions

PSG precisa reverter desvantagem da derrota por 2 a 1, em casa, para ir à final da Liga dos Campeões

Por Estadão Conteúdo, 03/05/2021 às 21:43
atualizado em: 03/05/2021 às 21:49

Texto:


Com forte chance de carregar sozinho a responsabilidade de liderar o Paris Saint-Germain, Neymar usou palavras fortes nesta segunda-feira, véspera da partida decisiva contra o Manchester City, pela partida de volta da semifinal da Liga dos Campeões. O time francês precisa reverter a desvantagem da derrota, por 2 a 1, sofrida na semana passada, em casa.

"Temos uma partida muito difícil contra o Manchester mas a gente tem que acreditar. Por mais que tenha 1% de chance, mas todo parisiense tem que crer na gente. Eu sou o primeiro que vou dar a cara, sou o primeiro guerreiro, vou em busca dessa guerra. Vou dar tudo de mim, me dedicar, vou trazer essa vitória de qualquer jeito, nem que seja morto", declarou o atacante brasileiro, em vídeo divulgado pelo clube nas redes sociais.

Como perdeu em casa e agora decide a classificação em Manchester, o PSG precisará marcar ao menos dois gols para alcançar sua segunda final consecutiva da principal competição europeia. Também não poderá sofrer gols diante do poderoso ataque da equipe comandada por Pep Guardiola.

E, nesta missão de liderar e marcar gols, Neymar terá um desafio Poderá ser a única referência da equipe em campo. Isso porque Mbappé sofreu uma lesão na panturrilha direita na semana passada e foi visto mancando em vídeo publicado nas redes sociais nesta segunda-feira. Ele viajou com o grupo até Manchester, mas tem chances remotas de entrar em campo nesta terça, às 16 horas.

Portanto, a possível ausência de Mbappé aumentará a pressão sobre Neymar no confronto decisivo. Os dois são responsáveis por 81% dos gols do PSG na temporada. Para substituir o jovem francês, o técnico Mauricio Pochettino tem duas opções no ataque: os italianos Icardi e Kean.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Ao todo 37.283 óbitos foram registrados desde o início da pandemia #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Um dos motivos alegados na portaria é o impacto epidemiológico das novas variantes do coronavírus #itatiaia

    Acessar Link