Notícias

Visitas noturnas para vistoria de dengue são retomadas em Belo Horizonte

Mais de 1 milhão de imóveis já foram fiscalizados desde o início do ano

Por Clarissa Guimarães | 12/05/2022 às 08:20
Thanise Reis/prefeitura de Belo Horizonte
Foto: Thanise Reis/prefeitura de Belo Horizonte

Mais de 1 milhão de imóveis já foram fiscalizados desde o início do ano

A Prefeitura de Belo Horizonte retomou as visitas noturnas em imóveis da capital, para agendamento de vistorias que têm como objetivo eliminar focos do mosquito Aedes aegypti. Até o momento, foram realizadas mais de um milhão e trezentas mil vistorias em imóveis. 

As ações são realizadas nas residências em que, durante o horário comercial, não foi possível o acesso dos Agentes de Combate a Endemias (ACEs) ou Agentes Sanitários (ASs). A programação noturna tinha sido reduzida durante a pandemia e com a diminuição e estabilização dos casos na capital, a mobilização foi retomada. 

No período noturno, as equipes da Defesa Civil visitam os endereços repassados pela Secretaria Municipal de Saúde para verificar o dia e o horário em que o morador estará em casa. Após o contato, as informações são repassadas às gerências regionais de Zoonoses para agendamento das vistorias e comparecimento dos ACEs ou ASs aos locais – inclusive aos finais de semana, se necessário. 

Os agentes da Defesa Civil, assim como os ACEs e ASs, atuam uniformizados e com crachá de identificação. Segundo o subsecretário municipal de Proteção e Defesa Civil, coronel Waldir Figueiredo, o objetivo das visitas noturnas é acessar ainda mais locais. 

“As pessoas tendem a pensar que os criadouros aparecem somente no quintal do vizinho e muitas vezes acabam se descuidando da sua própria casa. Se cada pessoa colaborar no combate ao mosquito, ela estará contribuindo para diminuir os riscos das doenças que ele transmite, que podem vitimar um familiar ou um vizinho", alertou. 

Nessas ações são identificados e eliminados possíveis criadouros do mosquito, além disso os agentes repassam orientações aos cidadãos sobre como evitar a proliferação do Aedes aegypti. 

Cuidados básicos: 

- Retirar os pratinhos de plantas;

- Acondicionar o lixo em saco plástico e mantê-lo em lixeira tampada até o dia de recolhimento;

- Manter a caixa d’água vedada, sem deixar frestas;

- Realizar a limpeza das calhas e remover folhas e outros materiais que possam impedir o escoamento da água;

- Tratar piscinas com cloro e limpar, pelo menos, uma vez por semana;

- Manter o quintal sempre limpo e livre de qualquer material que possa se tornar um foco do Aedes aegypti.
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou