Ouça a rádio

Compartilhe

Visitas ao Instituto Inhotim serão retomadas no dia 7 de novembro; veja protocolo

Após mais de seis meses fechado, o Instituto Inhotim já tem data para reabrir: o dia 7 de novembro. O principal museu a céu aberto do Brasil estava fechado desde o dia 18 de março devido a pandemia do novo coronavírus.

Desde agosto o Instituto apresentou e começou a implantar um protocolo de segurança, para garantir a reabertura e a preparação das instalações. Apesar da data definida, a direção do Inhotim alerta que a reabertura pode não acontecer em novembro caso haja alertas sobre o risco de surtos de contaminação em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde o museu está localizado.

O protocolo prevê mudança nos dias e horários de funcionamento do instituto: antes, o Inhotim funcionava de terça a domingo e passará a funcionar, inicialmente, de sextas a domingo e também em feriados. Nas sextas-feiras das 9h30 às 16h30 e até 17h30 nos outros dias.

O público também será reduzido para evitar aglomerações. O instituto, que tem capacidade para receber até 5 mil pessoas diariamente, passará a receber 500, e os ingressos deverão ser retirados antecipadamente pela internet. 

Excursões não serão permitidas e as visitas educativas serão feitas com redução do número de participantes: antes os grupos podiam ter até de 20 pessoas e agora poderão ter 5, além disso será obrigatório o uso de máscara, serão priorizados os espaços abertos e todos os guias deverão trocar de uniforme após os atendimentos.

As galerias com confinamento ou com necessidade de interação ou toque serão interditadas e em todas as outras o número máximo de pessoas por visitação será reduzido. Em vários pontos estratégicos terá álcool em gel e o fluxo de pessoas entre as galerias também deverá ser controlado.

O Instituto ressalta que todas as regras e protocolos podem ser consultados no site da instituição.