Notícias

Vigiar SUS: Ministério da Saúde lança plano de ampliação da vigilância epidemiológica

Programa deve ajudar em ações de reposta à pandemia no Brasil

Por Agência Brasil, 29/10/2020 às 15:41
atualizado em: 29/10/2020 às 17:35

Texto:

Foto: Itamar Crispim/Fiocruz
Itamar Crispim/Fiocruz

O Ministério da Saúde apresentou hoje (29), durante a coletiva de imprensa de atualização do cenário epidemiológico da covid-19, um pacote de ações para ampliação da resposta à pandemia. Chamado Vigiar SUS, o programa deve capacitar e habilitar profissionais de saúde, além da intensificação das ações de combate ao novo coronavírus.

O programa é baseado em oito eixos estratégicos. Serão ampliados os Centro de Informação Estratégica em Vigilância em Saúde - responsáveis por fazer detecção imediata de riscos epidemiológicos, avaliar, emitir alerta e elaborar plano técnico. As estruturas serão levadas a todas as capitais e municípios com mais de 500 mil habitantes.

O programa de formação de epidemiologistas do SUS será ampliado, visando ampliar estes profissionais especializados e equipes de pronta resposta. A previsão do governo é de aumento de 89% das vagas e de 117% para formação avançada.

Nos hospitais, há a promessa de investimento para ampliar de núcleos de epidemiologia de 238 para 675 unidades. A detecção de vírus e síndromes respiratórias será incentivada a ocorrer de forma precoce. Isso, explicou Arnaldo de Medeiros, facilita a participação e os benefícios em empreitadas de pesquisa sobre vacinas internacionais, como o consórcio atual da OMS.

O Vigiar SUS tem ainda ações previstas no programa de imunização, em que já foram anunciadas parcerias como a da vacina de Oxford no caso do coronavírus. 

Está previsto também um inquérito soroepidemiológico para estimar a prevalência do coronavírus no Brasil. Ele será feito em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e abarcará aproximadamente 600 mil pessoas em 3.364 municípios.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    De acordo com o presidente da CDL, Marcelo de Souza e Silva, a restrição de horários tem causado aglomerações. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O #itatiaianãoperdeclássico desta quarta-feira conta a história de um Atlético e Cruzeiro ocorrido no dia 2 de dezembro. O ano escolhido foi 2012, com os clubes se enfrentando...

    Acessar Link