Notícias

Vídeo: agressões a policiais terminam com tumulto generalizado e prisões na Ceasa, em Contagem

Todo o tumulto foi registrado por populares

Por Redação , 19/05/2021 às 13:09
atualizado em: 19/05/2021 às 17:57

Texto:

Foto: Reprodução
Reprodução

Uma confusão generalizada envolvendo policiais e populares movimentou a manhã desta quarta-feira (19) na Central de Abastecimento de Minas Gerais (Ceasa) em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.

A Polícia Militar deu uma coletiva de imprensa nesta quarta para esclarecer os fatos, já que a ocorrência envolveu um militar. De acordo com a corporação, tudo começou quando um cabo, em um trabalho rotineiro de fiscalização, abordou uma mulher que havia parado o carro em local proibido. Segundo a PM, essa mulher xingou o policial e depois passou a agredi-lo. 

“O militar percebeu o veículo estacionado de maneira errada, abordou a condutora e solicitou que o veículo fosse movimentado para um local onde pudesse ser devidamente estacionado. Além disso, havia uma documentação irregular. Essa senhora informou que não ia fazer a movimentação, rasgou a documentação e proferiu ofensas com palavras de baixo calão contra o policial. O militar deu voz de prisão em razão do desacato e ela iniciou a agressão”, explica a porta-voz da PM, capitão Layla Brunella.

A PM suspeita que a mulher conheça técnicas de artes marciais porque ela dava golpes em lugares específicos. O marido da mulher e um dos filhos do casal também entraram na confusão e agrediram o policial. Todo o tumulto foi registrado por populares. 

A confusão foi generalizada quando outras pessoas que também estavam no local passaram a agredir o policial. Seguranças da Ceasa ajudaram na contenção até a chegada dos militares. Até o momento, seis pessoas foram presas por lesão corporal, entre elas o casal que teria começado a confusão. Vídeos postados em redes sociais e imagens do circuito interno estão sendo analisados para identificar outras pessoas que participaram das agressões.

No meio do tumulto as pessoas chegaram a arremessar frutas, pedras e legumes nos policiais. Durante a confusão, o policial desmaiou duas vezes após levar golpe conhecido como “mata-leão” e segue em observação em um hospital de Betim, também na Grande BH. 

Família já conhecida 

A família que se envolveu em uma confusão generalizada na Ceasa Minas, em Contagem, onde um cabo da Polícia Militar foi agredido, já se envolveu em outras confusões dentro das Centrais de Abastecimentos de Minas Gerais. 

Conforme fontes da Itatiaia, a última confusão foi registrada no dia 10 de abril. O homem, que na briga desta quarta chegou a desmaiar o policial militar com um golpe de mata-leão, na ocasião, se envolveu em uma briga com outros dois filhos contra outros carregadores. 

A reportagem da Itatiaia questionou a Ceasa se vai haver algum procedimento contra essas pessoas. Em resposta, a assessoria de comunicação das Centrais de Abastecimento de Minas Gerais informou que serão tomadas medidas administrativas em relação aos envolvidos. Mas a expectativa de quem trabalha no espaço é que eles sejam impedidos de entrar no local.   
 

 


*Com informações de Oswaldo Diniz

 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Doses eram destinadas a migrantes e refugiados venezuelanos no Brasil. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Órgãos técnicos ainda contabilizam área atingida pelo fenômeno climático. #Itatiaia

    Acessar Link