Notícias

'Teremos um carnaval mais tranquilo em 2022', diz secretário de Saúde de BH

Jackson Machado ressalta que para isso ocorrer vacinação precisa avançar e casos e mortes cair

Por Patrícia Marques, 15/09/2021 às 15:20
atualizado em: 15/09/2021 às 18:39

Texto:

Foto: Amira Hissa/PBH
 Amira Hissa/PBH

Jackson Machado diz que BH pode ter carnaval mais tranquilo com avanço da vacinação

Celebrações de final de ano e Carnaval em 2022 podem acontecer em Belo Horizonte. O secretário Municipal de Saúde, Jackson Machado, explicou em entrevista à Itatiaia, nesta quarta-feira (15), que se a vacinação continuar avançando a população da capital poderá comemorar os períodos com mais tranquilidade.

 “A gente sempre procura evitar fazer previsões sem dados suficientes, embora a entrega de vacinas esteja acontecendo de modo regular. O estado recebeu quase 600 mil doses da Pfizer e está esperando até sexta-feira para distribuir”, destacou. 

“Eu acredito que se continuar com essa chegada regular de vacinas nós passaremos o Natal com mais tranquilidade. Eu queria dizer também que não é pra ninguém ‘chutar o balde’, porque a pandemia ainda não acabou”, continuou.

Sobre o Carnaval, o secretário destacou que o assunto ainda é caso de se pensar. 

Durante a entrevista, ele afirmou que a volta dos torcedores aos estádios de futebol representa o início do retorno à normalidade e que a progressão da vacinação traz mais segurança. 

Em Belo Horizonte, os leitos de enfermaria e UTI destinados para Covid-19 apresentaram queda considerável. Porém, nas próximas três semanas, o município vai avaliar o aumento possível da circulação da variante delta. 

Para ele, o comprometimento com as medidas de segurança, incluindo distanciamento e uso de máscaras, fizeram com que a população de Belo Horizonte estivesse mais segura em relação a delta. O que justificaria o baixo número de casos. 

Vacinação

Até esta terça-feira (14), Belo Horizonte possuía 84,07% da população alvo com primeira dose e 47,2% completamente imunizada. Porém, o percentual pode apresentar queda, pois serão incluídos mais de 161 mil adolescentes com idades entre 12 e 17 anos no informativo. 

O secretário também revela que das 2.982.000 doses de vacinas aplicadas em Belo Horizonte, 382.842 não eram residentes da cidade. “Isso explica porque Belo Horizonte estava um pouco pra trás na vacinação em relação a outras cidades”.

Alguns ouvintes da Itatiaia relataram dificuldade em vacinar com 2ª dose da AstraZeneca em Belo Horizonte. Porém, ele enfatizou que a capital possui doses suficientes para atender a população que toma o imunizante nesta semana. O secretário pediu que as pessoas não antecipassem as doses da AstraZeneca e que seguissem a data estipulada no cartão de vacinação, para não faltar o imunizante. 

Conforme Jackson, a cobertura vacinal em BH é de 94% em qualquer faixa-etária.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Partida acontece nesta terça-feira (7), às 11h. No jogo de ida, times empataram por 0 a 0. #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/galo-x-bragantino-fazem-final-do-bras...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Militares do Corpo de Bombeiros também atuam, nesta segunda-feira (6), para evitar reignição no Parque das Mangabeiras, em BH. #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/s...

    Acessar Link