Notícias

Superintendente do Mercado Central pede que as pessoas tenham bom senso

Por Redação, 23/05/2020 às 10:35
atualizado em: 23/05/2020 às 12:12

Texto:

Foto: Isabel Baldoni
Isabel Baldoni
00:00 00:00

O primeiro fim de semana de reabertura do Mercado Central de Belo Horizonte é marcado por distribuição de senhas, distanciamento e bastante movimento. Além das farmácias e vendas de alimentos, que não fecharam, estão funcionando comércios de artesanato, de animais e plantas. 

A principal medida após a retomada das vendas é a redução no número de pessoas em circulação no interior do espaço. O limite de pessoas no local é de 370 clientes simultâneos no local.

O superintendente do Mercado Central, Luiz Carlos Braga, explica que apenas três portões estão funcionando, além do estacionamento, e que a segurança foi reforçada. "A gente também está com distribuição de senha. Então, as pessoas têm que vir ao mercado para fazerem compras. Eu peço que as pessoas não venham para passear". Ele ainda ressalta que é momento de um ajudar o outro e que tem que aguardar na fila para entrar. "Eu não posso ter aglomerações nos corredores.

O horário de funcionamento é de segunda-feira a sábado, das 8h às 17h, e é obrigatório o uso de máscara.

 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽Em Belo Horizonte, em 1906, nasce Ricardo Pierri Chiari, o Piorra, um dos grandes ídolos do Palestra Itália (Cruzeiro) e que integrou o grande time tricampeão mineiro em 1928...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    “O bolsão que se rompeu possuía a capacidade de 1 milhão de metros cúbicos de água e a barragem que recebeu esse volume de água possuía a capacidade para 4 milhões de metros c...

    Acessar Link