Notícias

Sementes misteriosas da China chegam ao Brasil; Ministério da Agricultura emite alerta

Moradores de vários Estados relataram ter recebido sementes por via postal de remetentes desconhecidos

Por Estadão Conteúdo, 01/10/2020 às 17:49
atualizado em: 01/10/2020 às 17:55

Texto:

Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Reprodução/TV Anhanguera

A Embaixada da China em Brasília alertou nesta quinta-feira, dia 1.º, sobre indícios de fraude verificados nos pacotes com sementes de plantas, cuja origem é suspeita, enviados ao Brasil por via postal. Etiquetas nas embalagens continham erros, informou a embaixada chinesa. "Uma verificação preliminar constatou que as etiquetas de endereçamento apresentam indícios de fraude, com erros no código de rastreamento e em outros dados”, afirmou a representação diplomática da China, em nota oficial.

O governo chinês disse estar disposto a “cooperar com a investigação de autoridades brasileiras”. Segundo a embaixada, sementes são artigo de envio proibido ou restrito para países da União Postal Universal, e os “Correios de China seguem rigorosamente as disposições e vetam o transporte postal de sementes”.

Nos últimos dias, moradores do Distrito Federal e de Estados como Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraná, Pernambuco, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, Rondônia relataram ter recebido sementes por via postal. Eles alegam não ter feito as compras e não reconhecem os remetentes. Os pacotes tinham ideogramas chineses. Alguns chegaram junto com mercadorias compradas em sites asiáticos pela internet. Já foram pelo menos 36 casos, conforme o governo federal.

Houve relatos semelhantes nos últimos meses em países como Estados Unidos, Canadá, Nova Zelândia e Reino Unido, entre outros na Europa. Autoridades norte-americanas identificaram sementes de hibisco, menta, alecrim, lavanda e mostarda, entre outras. O Brasil tem restrições e até proibições quanto à importação de sementes pelos correios, para garantir a segurança fitossanitária e evitar contaminações.

Em nota, o Ministério da Agricultura pediu que os pacotes não sejam abertos pelos destinatários. O alerta vale para recebimentos de qualquer país. O ministério afirma que ainda não é possível apontar os riscos envolvidos às sementes que chegaram ao País e começou a investigar o caso. Amostras das sementes foram enviadas para o Laboratório Federal de Defesa Agropecuária (LFDA), em Goiânia (GO), para análises técnicas.

Nos Estados Unidos, aonde os pacotes também chegaram, o Departamento de Agricultura (USDA, em inglês) trabalha com a possibilidade de que as encomendas indesejadas estejam relacionadas a uma fraude conhecida como "brushing" - envio de mercadorias não solicitadas com o objetivo de registrar compras falsas. A semente, no caso, apenas cumpre a finalidade de não deixar o pacote vazio. Isso explicaria por que as autoridades até agora não encontraram sinais de tentativas de bioterrorismo ou contaminação.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    De acordo com o presidente da CDL, Marcelo de Souza e Silva, a restrição de horários tem causado aglomerações. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O #itatiaianãoperdeclássico desta quarta-feira conta a história de um Atlético e Cruzeiro ocorrido no dia 2 de dezembro. O ano escolhido foi 2012, com os clubes se enfrentando...

    Acessar Link