Notícias

Secretário de saúde anuncia abertura de serviços a partir de segunda, mas prega cautela: 'Não tem festa'

Por Redação, 22/05/2020 às 15:02
atualizado em: 23/05/2020 às 09:57

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Jessica Moreira/Itatiaia
Jessica Moreira/Itatiaia

Agora é oficial! A partir de segunda-feira (25), Belo Horizonte vai reabrir gradualmente o comércio. O secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto, detalhou na tarde desta sexta-feira, em entrevista coletiva, o plano de flexibilização, que será feito em quatro fases. A evolução para a fase seguinte dependerá de indicadores (taxa de isolamento, a não aglomeração e uso de máscaras). Ao menor sinal de risco, ele afirmou que a cidade volta às fases anteriores.

As taxas de de contaminação e de ocupação dos leitos foram fundamentais para que a retomada do comércio fosse realizada. Até esta sexta-feira, BH tem 1.280 casos e 36 óbitos por covid-19, uma taxa de letalidade de 2,81%. "Se a gente tirar os dados de Belo Horizonte, os de Minas Gerais sobem", diz Jackson, enfatizando que os números da capital mineira puxam para baixo os números do estado, que possui 201 mortes e 5.995 casos confirmados.

Serviços que serão retomados

Shoppings populares - das 11h às 19h

Papelaria, livraria e loja de brinquedos - das 11h às 19h

Salão de beleza - das 7h às 21h

Comércio varejista de móveis, artigos domésticos, cama, mesa e banho - das 11h às 19h

Perfumaria, cosméticos, higiene pessoal - das 11h às 19h

Veículos, peças e acessórios - das 11h às 17h

Ouça o resumo da coletiva com o repórter João Felipe Lolli

Shoppings comuns

Diante do anúncio de que apenas shoppings populares estão autorizados a reabrir, o secretário afirmou que isso se deve pelo fato de eles contarem com apenas dois mil colaboradores. “Se a gente for somar o número de pessoas que trabalham em galerias, shoppings e outras atividades desse tipo, o número é muito grande, e nós tivemos essa preocupação de limitar o número de pessoas circulando”, argumentou.

Ações da prefeitura

O secretário citou o abrigo provisório com 300 vagas para a população em situação de rua com suspeita de covid-19. Segundo ele, já foram acolhidas 77 pessoas e quase metade já teve alta. Apenas 23 continuam em isolamento; 5% foram encaminhadas para hospitais e 23% estão em acompanhamento.

Itens de higiene

Jackson disse que foram distribuídos 3 mil sabonetes nas ruas e nas unidades de acolhimento. Ele também citou a instalação de nove pias em pontos estratégicos da cidade.

Barreiras sanitárias

Ele relatou que 22.100 veículos foram abordados; 41.722 pessoas passaram pela medição de temperatura e foram submetidas a um questionário que ajuda a detectar possíveis casos da covid-19. Desse total, 218 pessoas foram encaminhadas para atendimento médico.

Medidas

Entre as ações que devem ser adotadas, o secretário listou algumas que contemplam todo o comércio:

- não devem voltar a trabalhar colaboradores do grupo de risco, de qualquer entidade, pessoas com mais de 60 anos, gestantes, pessoas em tratamento quimioterápico, de medicamentos imunossupressores e muitos comprimidos, diabetes, hipertensão;

- higienização das mãos;

- distanciamento: o comércio, por exemplo, terá que manter uma área mínima de 5 metros quadrados por pessoa.

Alerta

Apesar de flexibilização gradual, Jackson destacou que "a vida vai mudar daqui para frente" e que as saídas de casa devem ser organizadas e apenas para o essencial. "A gente já deve sair sabendo o que vai comprar e voltar para casa, mantendo distanciamento social e o uso da máscara."

De acordo com ele, o comportamento deverá ser adotado até que surja uma forma de controlar o vírus, como uma vacina. "Não tem festa, não tem churrasco, infelizmente, não tem aquele happy hour no boteco por enquanto. Sempre vamos promover a ideia de que é importante que as pessoas fiquem em casa", concluiu.

Críticas ao Governo de Minas

Jackson disse que o governo estadual está “surfando” nas medidas que a prefeitura de BH adotou, já que, se os dados da cidade forem tirados, sobe a média de mortes no estado. Por isso, de acordo com ele, seria uma “ofensa” dizer que a prefeitura não está fazendo nada.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽Em Belo Horizonte, em 1906, nasce Ricardo Pierri Chiari, o Piorra, um dos grandes ídolos do Palestra Itália (Cruzeiro) e que integrou o grande time tricampeão mineiro em 1928...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    “O bolsão que se rompeu possuía a capacidade de 1 milhão de metros cúbicos de água e a barragem que recebeu esse volume de água possuía a capacidade para 4 milhões de metros c...

    Acessar Link