Notícias

Secretário de Saúde elogia protocolo e não descarta retorno do Mineiro após dia 26 de julho

Apesar de admitir que a data não está descartada, ele ressaltou que não é possível progredir no momento

Por Redação, 29/06/2020 às 14:02
atualizado em: 29/06/2020 às 14:29

Texto:

Foto: Bruno Cantini/ Atlético
Bruno Cantini/ Atlético

O Secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, elogiou os protocolos apresentados pela Federação Mineira de Futebol (FMF) para retorno do Campeonato Mineiro a partir de 26 de julho. Apesar de admitir que a data não está descartada, ele ressaltou que não é possível progredir no momento.

A informação foi dada em entrevista coletiva na tarde segunda-feira, horas depois de a pasta, por meio do Centro de Operações de Emergência em Saúde de Minas Gerais (Coes), divulgar uma nota dizendo que "nenhum protocolo seria adequado ao momento".

"Em relação ao futebol, eu gostaria de enfatizar que eu mesmo cheguei a ler os protocolos e achei que são bons. São protocolos muito sérios, demonstram muita atenção e cuidado com a pandemia. De uma forma geral, a equipe técnica irá avaliar os protocolos. Naturalmente pode sugerir uma ou outra adequação", disse.

"Neste momento em que nós estamos vendo uma aceleração de casos na epidemia, em que nós aguardamos o resultado das ações de retorno da Onda Verde na maior parte do Estado, entendemos que não seja adequado progredirmos em nenhum evento neste sentido. Mas os protocolos serão avaliados. O que conversamos, que seria a possibilidade de retornar depois do dia 26 de julho, nós ainda entendemos que possa ser possível", completa Amaral.

Entenda

No último dia 17, a Federação Mineira de Futebol (FMF) apresentou à Secretaria Estadual de Saúde protocolos para retomada do Campeonato Mineiro a partir de 26 de julho. A competição seria definida em três semanas, com partidas em sede única.

A decisão, contudo, depende do aval do Coes, grupo da Secretaria de Saúde que avalia o enfrentamento à pandemia. Nesta manhã, foi divulgado um comunicado dizendo que "nenhum protocolo seria adequado" ao momento de disparada de casos de coronavírus em Minas. O pico da doença no estado está previsto para 15 de julho.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'O projeto introduz dispositivos claros e objetivos, com penalidade para aqueles que prestarem informações falsas ou deixarem de executar as medidas compensatórias', defend...

    Acessar Link