Notícias

Atlético: 'O time estava muito ruim', diz Rubens Menin ao explicar origem de investimentos

Declaração do empresário foi dada durante apresentação do balanço financeiro de 2019 do clube

Por Redação, 01/08/2020 às 13:01
atualizado em: 01/08/2020 às 19:37

Texto:

Foto: Divulgação/Bruno Cantini/Atlético
Divulgação/Bruno Cantini/Atlético

Durante a apresentação do balanço financeiro de 2019 do Atlético, aprovado, por unanimidade, na noite dessa sexta-feira, pelo Conselho Deliberativo, o empresário Rubens Menin explicou, com detalhes, a origem da decisão de iniciar os investimentos financeiros no clube.

O proprietário da MRV solicitou a palavra para, segundo ele, explicar os aportes "com clareza". Menin afirmou que tomou a decisão de investir no clube a partir do momento em que foi apresentado ao fluxo financeiro do clube.

"Foi em uma reunião que tive com o Sérgio [Sette Câmara] e com o Castellar [Guimarães Filho]. No fim de 2018 para início de 2019, começamos a perceber o que estava acontecendo com o Atlético, e o clube precisava realmente organizar a casa. Quando fui apresentado ao fluxo financeiro do clube, vi que a situação estava difícil. Então, quando começou esse ano, falei da possibilidade de fazer um empréstimo", contou.

Rubens Menin complementou que o valor do elenco à época observado era baixo para se tornar um time de ponta, situação que dificultaria uma progressão financeira do time em meio à pandemia. 

"O time estava muito ruim, em termos de valores para ser um time de ponta. E todos querem um time de ponta. O orçamento do Atlético, antes da pandemia acontecer, estava contado, sem um tostão para mexer. O clube não tiha dinheiro nem pra contratar e nem pra pagar salários de novos jogadores", . 

Menin argumenta que a condição para realizar os investimentos na contratação de jogadores era de que o presidente Sette Câmara reduzisse gastos e fizesse cortes internos no clube.

"Combinamos com o Sérgio uma redução dos gastos do Atlético, que foi feito. A cada redução que ele fazia, cabia um jogador novo na folha. O que está se pagando de salário aos jogadores é resultado dos cortes feitos anteriormente".

Por fim, Rubens Menin frisou que os empréstimos realizados no Atlético são isentos de juros de correção monetária.

"O valor investido é um financiamento. Não estamos dando de presente, mas sem juros e sem correção. Esse jogadores foram comprados. Se estourarem, eles vão ser vendidos. Se não vender nenhum, o prejuízo é meu. Não vou cobrar do Atlético. É o compromisso que tenho com o Sérgio. É um acordo feito com muito pé no chão, com planejamento". 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    As informações sobre a semana e os eventos serão transmitidos nas redes sociais do ministério e da Secretaria Nacional da Juventude.#Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽️Técnico do América não poupou críticas à atuação do juiz Felipe Fernandes de Lima no clássico contra o Atlético. #itatiaia

    Acessar Link