Ouça a rádio

Compartilhe

Quase metade dos pacientes com covid-19 internados em UTIs no Brasil morreram, diz pesquisa

Estudo foi realizado em 37 hospitais do Brasil por pesquisadores da UFMG

Gil Leonardi/Imprensa MG
Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG

Estudo ainda apontou que 60% dos pacientes que foram para o respirador faleceram

Uma pesquisa feita pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) aponta que 47,6% dos pacientes com covid-19, internados em Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) no Brasil, acabam morrendo.

O estudo ainda apontou que 60% dos pacientes que foram para o respirador faleceram, uma taxa de mortalidade muito maior que a mundial, que chega a 45%.

A pesquisa mostrou ainda que 15% dos pacientes tiveram infecção generalizada, 13% desenvolveram infecção bacteriana e 87,9% receberam antibiótico.

O levantamento foi feito em 37 hospitais de Minas, São Paulo, Pernambuco, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Participaram cerca de 150 profissionais de saúde, além de 27 estudantes de medicina e enfermagem.

O estudo criou uma “calculadora”, baseada em análises dos tratamentos e diagnósticos de milhares de pacientes, que pode ajudar médicos a tomar decisões mais assertivas a fim de diminuir as mortes.
 

Acesso rápido