Notícias

Prosa Poética, no programa Tarde Ponto Com, por Mary Arantes: 'Saravá Espada de São Jorge'

Por Mary Arantes, 29/10/2020 às 15:56
atualizado em: 31/10/2020 às 14:24

Texto:

Foto: Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal
00:00 00:00

Hoje iremos falar da espada de São Jorge, uma planta medicinal, litúrgica, tóxica e muito querida dos brasileiros, por sua simbologia de “espada”protetora, que corta o mal pela raiz.

A espada de São Jorge é originária do oeste da África e temos aqui no país, três tipos:  a toda rajada de verde, que é a espada de São Jorge, a lança de São Jorge e a espada de Iansã, também rajada de verde, porém com bordas amarelas. A espada é uma erva usada ritualisticamente nas religiões de matriz africana (Umbanda, Candomblé e suas variações regionais). No Candomblé, a espada é associada ao orixá Ogum e também no Catolicismo, associada à São Jorge da Capadócia. 

Márcio Lambert, designer e artista plástico, que pinta a espada do licuri, em sua pesquisa sobre o que é permanente na cidade, colheu belos depoimentos sobre esta planta. Além da sabida proteção, relataram pra ele que a planta faz companhia, trás proximidade. Márcio me disse ainda que o que mais o encantou na pesquisa, é que a espada é uma planta que não escolhe casa, nem classe social.

Pode ser vista nos lugares mais singelos, casas probrezinhas, borracharias, botecos, restaurantes de beira de estrada, em vasos descuidados, quebrados, empoeirados, sequer bebem água, ninguém faz nada por ela, e no entanto ela está lá, “fortona”, firme no seu valor de proteção, de amuleto contra energias negativas, afastando o mau olhado. Verdadeiro escudo, protegendo o local onde é colocada e concedendo valentia aos protegidos.

A cultura popular nos diz que ela deve ficar sempre à esquerda da porta de entrada das casas, ou dentro delas. Gosta de sol, mas como filha de São Jorge, também gosta da lua e pode ser colocada nos dois tipos de ambientes. Hoje em dia, tem sido muito usada na decoração, pois além de levar proteção, leva também beleza, com suas folhas altas e rajadas e seu porte escultural.

Quem quer cultivar sua Floresta Urbana, urban jungle, tão falada hoje em dia, principalmente pessoas que não tem muito tempo para cuidar de plantas, não precisa ficar só no cultivo das suculentas. A espada é também uma planta de fácil cultivo, super-resistente e exige pouquíssima manutenção.

As folhas podem também, ser colocadas em vidros transparentes com água e enraízam em 4 semanas. O ideal delas no vidro, é ficar em locais iluminados, mas que não recebam sol direto. Em tempos de dengue é importante trocar essa água semanalmente. O bom de estar em vidro, é a liberdade de viajar e saber que não vai faltar água pra sua plantinha.

Carlos Solano, que estuda e escreve sobre sabedoria popular e casa natural me indicou o livro virtual de Vânia Lobato, sobre ervas medicinais. Vânia diz, em seu livro, que “a espada nos ajuda a combater os dragões internos e não só os externos e por isto tem tanta força contra os movimentos que não são de amor”.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    De acordo com o presidente da CDL, Marcelo de Souza e Silva, a restrição de horários tem causado aglomerações. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O #itatiaianãoperdeclássico desta quarta-feira conta a história de um Atlético e Cruzeiro ocorrido no dia 2 de dezembro. O ano escolhido foi 2012, com os clubes se enfrentando...

    Acessar Link